Salário mínimo 2022: saiba como fica o valor após nova estimativa da inflação

O salário mínimo 2022 deve ter uma alta de R$ 92,40 que equivale a 8,4% da inflação. Entretanto, o valor oficial só será confirmado no início do próximo ano.

O último cálculo do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) chegou a uma alta de 8,4% na inflação em 2021. Se fixado, esse percentual deve ser utilizado para calcular o salário mínimo 2022.

Esse dado foi divulgado pela Secretaria de Política Econômica do Ministério da Economia. Vale ressaltar que a nova expectativa é superior à inicialmente prevista pelo governo. Entretanto, o índice ainda pode ser alterado até o fim de 2021.

Salário mínimo 2022: previsão de valor

Para calcular o piso salarial do próximo ano, é necessário considerar o valor vigente de hoje, que é de R$ 1.100,00. Caso a inflação feche em 8,4%, esse percentual será multiplicado pelo pagamento atual.

A partir disso, entende-se que o reajuste será de R$ 92,40. Sendo assim, é possível que o salário mínimo 2022 chegue a R$ 1.192,40. Essa mudança deve influenciar também em benefícios e aposentarias pagas pelo governo.

Reajuste do piso salarial: não terá ganho real

De acordo com a Constituição Federal, todos os anos o salário mínimo deve ser ajustado conforme a inflação do ano que se passou. Dessa forma, o aumento colocado sobre os preços de produtos e serviços incide nas remunerações também.

Assim, na teoria, a população consegue manter seu poder de compra e o mesmo padrão de vida que tinha antes. Algumas vezes, há acréscimos superiores ao da inflação na hora do reajuste salarial. Esses são chamados de ganho real.

No entanto, é importante perceber que não há expectativa desse tipo de aumento para o salário mínimo 2022. A última vez que houve ganho real foi de 2018 para 2019, na gestão de Michel Temer. Vale ressaltar ainda que o valor do piso salarial do próximo ano só será confirmado no mês de janeiro.

Leia também

você pode gostar também

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Ler mais