Método científico ajuda a flagrar uma Mentira; saiba como funciona

Estudo examinou o efeito de uma tarefa secundária sobre argumentos de pessoas que estão mentindo e o resultado é surpreendente.

Um estudo revelou novo e fácil método científico que identifica se as pessoas estão mentindo ou não. O método científico ajuda a flagrar uma mentira a partir do momento em que tira o foco da mentira da pessoa.

Leia também

Em pesquisas anteriores foi constatado que pessoas desonestas e mentirosas geralmente estão com o cérebro sobrecarregado, o que demanda mais energia cognitiva do indivíduo para continuar o fato mentiroso.

Nesse sentido, este novo método científico se torna um poderoso aliado para acabar com mentiras e afastar todas as pessoas mentirosas de ciclos de convivência. Confira a seguir.

Como funciona o método que ajuda a flagrar uma mentira?

Uma pesquisa realizada por profissionais da área de Psicologia da Universidade de Portsmouth, na Inglaterra, determinou um novo método científico que ajuda a flagrar uma mentira e também pessoas mentirosas.

Segundo a pesquisa, divulgada pelo site IFLScience, basta delegar uma tarefa secundária para a pessoa enquanto ela está argumentando, sob pena dela começar a se confundir ao tentar sustentar a sua mentira.

O método é embasado em outros estudos, que mostraram o quanto ser desonesto e mentiroso pode sobrecarregar o cérebro. Isso acontece porque mentir exige muito mais energia cognitiva do cérebro, do que simplesmente contar a verdade.

Portanto, ao designar outras tarefas aos mentirosos enquanto eles estavam mentindo, os pesquisadores acreditaram que as pessoas se esforçavam de maneira absurda cognitivamente para inventar histórias e fatos que sustentassem a mentira.

Essa tarefa se mostrou algo muito difícil de ser realizado e fez com que as mentiras se tornassem mais fáceis de serem detectadas, justamente pela falha em criar argumentos válidos.

Realização da pesquisa

O estudo publicado no início de 2022, no International Journal of Psychology & Behavior Analys, por psicólogos da Universidade de Portsmouth, no Reino Unido, reuniu 164 pessoas que primeiramente foram questionadas sobre níveis de apoio ou de oposição a tópicos polêmicos, como passaportes de COVID-19, imigração, Brexit e Boris Johnson.

A pesquisa chamou de maneira aleatória os participantes para serem contadores de verdades ou mentiras. Quando foram perguntados sobres os tópicos polêmicos, os que contaram a verdade relataram com sentimentos verdadeiros, ao passo que os mentirosos deram informações falsas sobre seu pensamento.

Nesse sentido, os pesquisadores adivinharam quem era sincero e os que mentiam. Os participantes também receberam um incentivo, ao serem informados de que poderiam ter uma chance de ganhar uma quantia se conseguissem convencer os psicólogos de sua posição.

Como parte da pesquisa, também foi pedido aos participantes que se lembrassem de um número de placa de carro, durante a entrevista. Metade do grupo também recebeu a informação de que esta era uma tarefa importante para a realização do estudo.

Conclusões

O método científico que ajuda a flagrar uma mentira trouxe bons resultados, de acordo com os pesquisadores. A partir desta pesquisa, os resultados mostraram que as histórias contadas por mentirosos se mostraram menos plausíveis e claras do que as contadas pelos que falavam a verdade.

Esse argumento ficou mais fácil de ser sustentado pela equipe a partir do momento em que os mentirosos receberam a tarefa secundária sob o argumento de que ela era importantíssima.

Leia também


você pode gostar também

Confira 9 profissões incríveis para quem é apaixonado por animais

Você gosta de bichos? Então, conheça nove profissões para quem é apaixonado por animais e decole rumo ao sucesso em sua carreira profissional.

Veja os Signos que não abrem mão da liberdade no dia a dia

Alguns signos do zodíaco precisam se sentir mais livres no dia a dia e nas relações, portanto não abrem mão do seu próprio tempo sozinhos.

Veja 3 truques infalíveis para cortar cebola sem chorar

A cebola cortada libera um tipo de ácido que acaba levando às lágrimas quem está cortando o alimento. Saiba o que fazer para evitar o choro.

É possível aumentar o limite de Pix no app do Nubank; veja como

Banco digital criou uma nova funcionalidade, permitindo que clientes façam ajustes em limites diários de transações feitas via Pix.

Estes 5 comportamentos comuns no trânsito podem render multa

Alguns motoristas têm atitudes que acabam gerando multas e notificações no trânsito. Veja os erros mais comuns e não reproduza mais.

15 palavras parecidas, mas com significados bem diferentes

As palavras parecidas que possuem significados bem diferentes fazem parte de uma categoria gramatical chamada parônimas, mas nem todos conhecem os usos e regras.