Memorizar conteúdos: veja 6 truques para aperfeiçoar os estudos

Se você precisa ser aprovado em um concurso público, conheça seis truques infalíveis para memorizar conteúdos.

Um dos maiores desafios para a maioria dos concurseiros não é vencer a concorrência desenfreada dos certames, mas sim memorizar conteúdos com eficiência. Se esse também é o seu caso, continue a leitura desse post que traz seis dicas úteis sobre como é possível memorizar conteúdos para deixar a sua aprovação mais perto. Confere aí.

Dicas para memorizar melhor os conteúdos de estudos

1) Leia o conteúdo em voz alta

Essa é uma das melhores maneiras de memorizar conteúdos. Ler em voz alta faz com que o nosso cérebro “acorde” e comece a processar as informações novas para que elas se transformem em conhecimento sólido.

Esse truque nada mais é do que uma autoexplicação eficiente, ou seja, não se trata de apenas ler em voz alta, mas sim explicar para si mesmo, com as suas próprias palavras, o que entendeu sobre o assunto que foi estudado.

Para uma memorização ainda mais eficaz, convide um amigo para ser o seu ouvinte e dê uma “aula particular” para ele. No final da explicação, pergunte se ele entendeu tudo. Costuma funcionar bem.

2) Não abra mão dos resumos

Pode até parecer algo antiquado, ou seja lá o que for, mas uma das formas mais práticas de se memorizar conteúdos é escrevendo as informações que precisam ser aprendidas.

Fazer resumos sobre os principais assuntos de cada disciplina permite que o cérebro processe as informações e as retenha por mais tempo. Mas para essa metodologia funcionar bem, é preciso elaborar (estrategicamente) uma simplificação de todo o conteúdo.

Funciona da seguinte maneira: 1) o concurseiro aprende tudo o que precisa; 2) o conhecimento é gerado em seu cérebro; 3) ele transfere o que aprendeu para o seu caderno de anotações. Por mais que seja trabalhoso, apostar nos resumos vai turbinar o seu aprendizado.

3) Mantenha o foco

Podemos dizer que essa dica para memorizar conteúdos parece um tanto quanto óbvia, certo? Mas a grande questão é que o nosso cérebro precisa de malhação pesada para conseguir manter o foco diante de tantas distrações bem mais interessantes.

E só se consegue essa proeza depois de um certo tempo praticando. Não tem jeito, concurseiro, é preciso manter a máxima concentração em suas atividades, sem se deixar levar pelas “tentações digitais” da vida moderna.

Dessa forma, a dica aqui é treinar o seu cérebro para que ele consiga manter a concentração máxima nos assuntos que precisam ser aprendidos, sem o mínimo desvio de pensamento.

4) Teste os seus conhecimentos

Outra dica interessante para memorizar conteúdos é colocar tudo aquilo que aprendeu em prática. Em outras palavras: faça listas de exercícios, resolva as questões de concursos anteriores e encare sem medo todos os simulados possíveis.

Afinal, você precisa saber como está o seu domínio dos conteúdos. Se você acertou mais do que errou, é sinal de que está no caminho certo. Caso contrário, é preciso manter o foco e encontrar alternativas viáveis para que o seu aprendizado fique ainda mais efetivo.

Dica bônus: o concurseiro também pode optar por atividades lúdicas e mais leves que exercitem o raciocínio e a memória. Palavras-cruzadas, jogos de perguntas e respostas ou problemas de lógica, são boas pedidas.

5) Tenha uma rotina de estudos

Para memorizar conteúdos, você precisa estabelecer uma rotina de estudos que seja condizente com a sua realidade. Começar a estudar todos os dias sempre nos mesmos horários vai fazer o seu cérebro (e corpo) se acostumar.

Outro detalhe importante é analisar o momento do dia no qual você se sente mais produtivo mentalmente, pois isso é crucial para aprimorar o seu aprendizado, já que o cérebro consegue reter as informações mais facilmente.

Não importa qual horário seja, desde que você estude na hora em que se sentir mais apto para aprender novos assuntos, está valendo. O que não vale é estudar cada dia em um horário diferente, fechado?

6) Entenda e não decore

Para memorizar conteúdos, milhares de candidatos mais desesperados apelam para a “decoreba”. Isso definitivamente não funciona. Quem decora algo, acaba esquecendo pouco tempo depois, já que o cérebro não consegue reter algo considerado nada mais do que uma simples reprodução automática.

A memorização efetiva consiste na plena capacidade de absorver uma determinada informação oriunda de um alto nível de concentração e atenção durante os estudos.

Para finalizar, se você busca memorizar conteúdos corretamente, vai precisar de muita dedicação e, sobretudo, vontade de aprender aquilo que precisa. Decorar informações não vai deixar a sua aprovação no concurso mais perto.

Leia também


você pode gostar também

5 truques infalíveis para montar um plano de estudos realmente eficaz

Acabou de fazer a inscrição em um concurso público? Conheça cinco truques infalíveis para montar um plano de estudos eficaz.

5 dicas úteis para fazer um bom fichamento durante os estudos

Procura uma técnica de aprendizagem que seja eficiente? Fique por dentro de cinco dicas úteis sobre como fazer um bom fichamento durante os estudos.

Moeda de R$ 1, conhecida como Perna de Pau, vale até R$ 8 MIL

A proposta de R$ 8 mil por uma unidade desse modelo surpreendeu os colecionadores e usuários da internet.

Atualmente, quais são as carreiras mais lucrativas do país? Veja 5 cargos

Sonha em conseguir um emprego que paga bem? Conheça as cinco carreiras mais lucrativas do país e invista naquela que mais combinar com o seu perfil.

9 profissões que pagam bem e exigem apenas Nível Fundamental

As profissões que não exigem curso superior, somente ensino fundamental, abrangem desde o campo de comércio e varejo até segurança pública e o setor de serviços.

5 características comuns às pessoas inteligentes; a terceira você nem vai acreditar

A inteligência é uma capacidade adquirida ao longo da vida. Pessoas inteligentes podem ser identificadas pela forma como reagem às situações.