Mandioquinha não é o mesmo que mandioca; confira as diferenças

Você sabia que mandioquinha e mandioca não são o mesmo alimento? Leia e descubra suas diferenças entre esses tubérculos.

É muito comum, para quem está iniciando uma dieta ou aprendendo a cozinhar, se deparar com alimentos que nunca experimentou e que, mesmo tendo nomes parecidos, não sejam iguais.

Muitas pessoas constantemente confundem a mandioca com a mandioquinha. No entanto, além da variação no sabor entre ambos alimentos e à “família” que pertencem, a principal diferença se encontra em seus valores nutricionais, isto é, na porcentagem de água e índices nutritivos destes dois tubérculos.

Veja a seguir as principais diferenças entre a mandioquinha e a mandioca.

O que é a mandioquinha?

A mandioquinha (Arracacia xanthorrhiza), que é também conhecida como batata-baroa e batata-salsa, é um tubérculo que pertence à família Apiaceae e tem origem nos Andes. Acredita-se que ela chegou ao Brasil em meados do século 20 e sua safra ocorre entre os meses de maio e agosto.

Desde sua chegada em nosso país, a mandioquinha é muito consumida pelos brasileiros. Sua aparência é caracterizada da seguinte forma: possui a casca e o interior na cor amarelo claro; é um alimento firme; apresenta extremidades viçosas; e seu plantio pode atingir cerca de 1 metro de altura.

Além disso, a mandioquinha, mesmo sendo uma raiz como a mandioca, possui mais água em sua composição, sendo aproximadamente 76,7% e um índice glicêmico médio. Ainda, sendo produzida em menor escala no Brasil, este tubérculo tem seu valor no mercado mais alto.

O que é a mandioca?

A mandioca (Manihot esculenta), popularmente chamada de aipim, macaxeira ou maniva, em várias regiões do Brasil, é um tubérculo que pertence à família Euphorbiaceae. A mandioca teve seu primeiro cultivo no Brasil pelos índios.

Atualmente, cerca de 50% do seu consumo ocorre na região Nordeste do país. Diferente da mandioquinha, ela apresenta as seguintes características: casca fina e marrom; interior branco ou amarelado, úmido e sem manchas de acordo com a sua variedade.

Ainda, a mandioca apresenta 68,2% de água em sua composição e um índice glicêmico mais baixo que a mandioquinha. A boa notícia é que esse carboidrato é absorvido mais devagar pela corrente sanguínea, não elevando o pico de glicose no sangue.

No entanto, a mandioca é mais calórica que a mandioquinha, que é mais proteica e fibrosa. Por fim, o Brasil é um dos maiores produtores deste alimento, e sua safra acontece entre os meses de janeiro e julho, época na qual a raiz se encontra mais fresca e com maior qualidade para o consumo.

Quais são seus benefícios para a saúde?

Tanto a mandioquinha quanto a mandioca possuem diversos benefícios para a nossa saúde. Veja abaixo:

Fontes de energia

Por ambos tubérculos possuírem alta quantidade de carboidratos, seu consumo garante mais energia ao organismo.

Ricas em fibras

A mandioca e a mandioquinha possuem 6,4% e 7,2% de fibras em sua composição, respectivamente. Assim, elas controlam a saciedade e a absorção de açúcar e colesterol no organismo. Além disso, promovem um melhor funcionamento do intestino.

Melhoram o sistema imunológico

Por serem ricas em vitaminas, como do complexo B e C, esses alimentos aumentam a imunidade do organismo e ajudam no combate a diversas doenças.

Possuem ação antioxidante

Ambos tubérculos são antioxidantes e protegem o organismo de radicais livres que podem danificar as células, e causar doenças como câncer e problemas cardiovasculares.

Apesar de todos esses benefícios listados, lembre-se de consultar um nutricionista na hora de acrescentar a mandioca e a mandioquinha em sua alimentação. Nosso texto tem caráter meramente informativo.

Leia também

você pode gostar também

Gastronomia: como empreender nessa área? Confira 5 dicas

A Gastronomia é um ramo profissional que está associado com atividades como o turismo, lazer, comércio de alimentos e outros setores da indústria. Assim, empreender nessa área é mais simples do que parece.

Como conciliar trabalho e estudo? Confira 7 dicas simples e práticas

Vai começar o cursinho preparatório para o concurso, mas trabalha o dia inteiro? Fique por dentro de sete dicas de ouro sobre como conciliar trabalho e estudo.

Você sabia que existe o Dia da Saudade? Conheça essa data comemorativa

A palavra saudade pode remeter a um episódio de alegria ou de tristeza. Seja como for, esse sentimento é tão importante que tem data comemorativa, o Dia da Saudade.

As cores de esmalte que mais combinam com cada signo

Bateu aquela indecisão na hora de escolher a tonalidade que vai passar nas unhas? Então, conheça as cores de esmalte que mais combinam com cada signo.

7 sinais de que você deveria mudar de profissão

Está insatisfeito com o seu atual emprego? Então conheça os sete sinais de que você deveria mudar de profissão e cogite uma transição de carreira.

Para que servem aquelas bolas laranjas nos fios de transmissão?

Fios de alta tensão geralmente possuem itens de segurança bastante chamativos para evitar acidentes que possam danificar os fios e causar maiores problemas.