Fique atento: confira 3 fortes sinais de que você está na carreira errada

Se você está andando insatisfeito com a sua vida profissional, fique atento a três sinais que indicam que você está na carreira errada.

A escolha da profissão depende de vários fatores. O problema é que milhares de pessoas só consideram o salário oferecido pelo mercado e se esquecem de outras variáveis, que também são importantes.

Aí a insatisfação profissional costuma dar as caras. Se você se identificou com essa situação, conheça três sinais que indicam que você escolheu a carreira errada e precisa mudar a sua área de atuação.

1) Falta de motivação diária para trabalhar

Se você é daqueles profissionais que chegam para trabalhar sempre mal humorado, sem esboçar nenhuma motivação e sem aquele sorriso no rosto que demonstra que vai cumprir as suas tarefas com o máximo de empenho, é bem possível que esteja na carreira errada.

Quando você sente motivação zero para trabalhar, de forma recorrente, e precisa se esforçar além do limite, independente do dia da semana ou do tipo de relação que tenha com os colegas de trabalho (ou com o chefe), é uma forte evidência de que a profissão escolhida não está trazendo a satisfação necessária no dia a dia.

Aquele profissional que, todos os dias, se levanta da cama sem inspiração para encarar mais uma jornada de trabalho não tem nenhuma perspectiva em relação à sua carreira e que sempre fica reclamando dos pontos negativos dela, deve repensar uma transição urgente.

A motivação é o combustível que nos faz alcançar os sonhos pessoais e os objetivos profissionais. Sem ela, nada parece fazer sentido em nosso cotidiano. Por isso, se ultimamente você está se sentindo desmotivado com o seu trabalho, independente de qual empresa esteja trabalhando, cogite seriamente mudar de profissão.

2) Desempenho abaixo do esperado

Outro sinal de que está carreira errada. Se trabalhar para você está sendo um eterno martírio, está te fazendo sofrer para realizar as tarefas diárias e, acima de tudo, você vem apresentando um baixíssimo desempenho, é melhor repensar se não está na hora de mudar de profissão.

Profissionais com baixa produtividade ficam assombrados só de escutar as palavras metas, objetivos e resultados. Por isso, se você não está conseguindo entregar aquilo que foi proposto pela empresa, pode significar que as suas competências técnicas não estão bem alinhadas com a profissão exercida. Fique de olho nesse indicativo.

Uma dica é fazer uma espécie de mapeamento das suas habilidades e preferências e relacioná-las com alguma profissão que tenha mais a ver com elas. Apresentar uma produtividade aquém do esperado e não tomar nenhuma atitude em relação a isso pode ser extremamente prejudicial para você e para a empresa que trabalha.

É conveniente ressaltar que, quanto mais o profissional demorar a cogitar a mudança de carreira, mais complicada (e difícil) poderá ser a transição. Baixo desempenho profissional está longe de ser saudável e ninguém sai no lucro.

3) Só trabalha por causa do salário

O último sinal que indica que você está na carreira errada é esse. Se a sua relação com o seu chefe, com os colegas de equipe, todo o aprendizado e tampouco a qualidade do seu trabalho não significam nada, pois somente o salário é a única coisa que te interessa, provavelmente você precisa mudar de profissão.

Não que o salário não seja algo importante, pelo contrário, ele tem muito peso na hora do profissional manifestar interesse por uma vaga de trabalho. A questão é que você não pode ir trabalhar somente porque tem compromissos financeiros no final do mês. Quem não vê nenhum significado relevante em seu trabalho, deve cogitar a mudança de profissão.

Sustentar uma relação trabalhista somente por conta do dinheiro, além de ser um tédio e totalmente desmotivador, pode ser algo extremamente complicado no dia a dia. E acomodar-se em uma situação onde só se trabalha por causa do dinheiro pode ser péssimo para o profissional, que precisa fazer algo para modificá-la.

O dinheiro é o resultado de um bom trabalho realizado com paixão, dedicação e profissionalismo, dentre outras competências. Por isso, se você vai trabalhar só pensando naquilo que vai fazer com o salário quando ele for creditado em sua conta bancária e não tem o mínimo envolvimento emocional com a sua profissão, vai se tornar subserviente do dinheiro.

Viu como os sinais de que você está na carreira errada são fáceis de serem percebidos? Acima de tudo, você precisa amar a profissão que escolheu. Caso contrário, é melhor migrar para outra área que lhe dê mais satisfação pessoal.

Leia também


você pode gostar também

Pagam bem: 5 profissões para quem não quer trabalhar com atendimento

Se você é uma pessoa introvertida e não gosta de lidar com público, conheça cinco profissões para quem não quer trabalhar com atendimento.

5 filmes da Netflix para se inspirar e ter motivação nos estudos

Se você anda meio sem inspiração para continuar estudando para as provas do concurso, conheça cinco filmes da Netflix que podem te motivar.

Concurso INSS: o que levar em conta na hora de estudar leis? Veja 5 dicas

Vai prestar o concurso INSS e precisa ser aprovado? Conheça cinco dicas incríveis sobre como estudar leis.

Conheça 7 tipos de aprendizagem e suas vantagens durante os estudos

Está começando a estudar para um concurso público? Conheça os sete tipos de aprendizagem e as vantagens de cada um deles.

Validade de concursos: como esse prazo afeta os concurseiros?

Entenda como funciona a validade de concursos públicos e saiba como esse prazo afeta a vida de todo concurseiro aprovado.

Estas 5 profissões antigas voltaram à moda no país e ganharam relevância

Conheça cinco profissões antigas que voltaram a ganhar espaço e relevância no mercado de trabalho brasileiro.