Estes 5 sinais estranhos mostram que você é mais inteligente do que pensa

As características que identificam a inteligência possuem um suporte científico de pesquisas, estudos e artigos que identificaram sinais inusitados nas pessoas inteligentes.

A inteligência é uma característica estudada por diferentes áreas do conhecimento, na busca por compreender como se manifesta nos indivíduos em todo o mundo.

Desse modo, pesquisas e estudos realizados com grupos diferentes conseguiram identificar características em comum, mas são verdadeiros sinais estranhos que se associam ao alto grau de inteligência das pessoas.

Desde possuir hábitos noturnos até simplesmente ser o irmão mais velho na família, essas questões têm associações com características comportamentais, e também adaptações evolutivas que ampliaram a capacidade intelectual dos seres humanos. Confira algumas a seguir:

Sinais estranhos que demonstram alto nível de inteligência

1) Possuir uma concentração aguçada

No geral, pessoas inteligentes não se distraem com facilidade, de modo que focar nas suas tarefas por um longo período e eliminar distrações demonstra um nível desenvolvido de inteligência.

Segundo o artigo do cientista Frank Zhu, publicado em 2013 na revista Current Biology, indivíduos que apresentam níveis maiores em testes de inteligência demoram mais tempo para perceber movimentos ao fundo de uma imagem.

Em resumo, o artigo foi criado a partir de dois estudos realizados com grupos diferentes de pessoas. Porém, a característica do foco foi identificada em decorrência de um maior tempo demandado para perceber detalhes nas imagens, em especial porque as pessoas mais inteligentes estavam focadas na informação principal.

2) Identificar a insuficiência de conhecimento em certos assuntos

De acordo com um estudo publicado no Journal of Personality and Social Change, sob autoria dos pesquisadores Justin Kruger e David Dunning, as pessoas inteligentes não têm receio em afirmar que não entendem sobre certos temas. Neste sentido, a pesquisa mostrou uma relação entre o nível de inteligência e a consciência intelectual.

Basicamente, o estudo submeteu estudantes que realizaram testes a perguntas relacionadas ao próprio desempenho. Neste caso, os alunos que tiveram as melhores pontuações sempre supunham que haviam tido um baixo desempenho, enquanto os alunos com notas mais baixas acreditavam ter acertado mais de metade das perguntas.

3) Ser um curioso insaciável

Comumente, pessoas inteligentes vivem em busca de novas experiências e informações, de forma que sejam questionadores afiados e curiosos insaciáveis. Sendo assim, estão sempre em contato com novas experiências e pessoas que dominam temas que eles desconhecem.

De acordo com o artigo de Helen Cheng e Adrian Furnham publicado no Journal of Individual Differences, há uma relação entre o conhecimento adquirido na infância e a abertura para novas experiências na vida adulta. Em resumo, os cientistas analisaram um grupo de cidadãos britânicos ao longo de 50 anos para chegar a essa conclusão.

Ao entrevistarem esses indivíduos na fase adulta, perceberam que aqueles que durante a infância obtiveram boas notas em testes de inteligência pareciam ter adquirido mais experiências diversas na vida adulta. Dessa forma, também se mostraram mais abertos a tentar coisas novas.

4) Possuir uma mente aberta

A curiosidade e a busca por experiências têm relação direta com a flexibilidade mental de um indivíduo, principalmente por se abrir às novas oportunidades.

De acordo com um estudo divulgado pela Universidade da Pensilvânia, os indivíduos com maiores resultados em testes de inteligência possuem mais flexibilidade cognitiva e intelectual.

5) Ser um procrastinador profissional

De acordo com o psicólogo e pesquisador Adam Grant, pessoas inteligentes tendem a procrastinar porque buscam formas novas de realizar as atividades, sendo excelentes no trabalho de inovação.

Em entrevista ao Business Insider, o autor ainda trouxe exemplos célebres, como Steve Jobs, que criou a maior parte de seus produtos enquanto procrastinava as suas tarefas cotidianas.

Leia também

você pode gostar também

WhatsApp: saiba como recuperar conversas apagadas no aplicativo

Mensagens apagadas podem ser recuperadas por meio da ferramenta de backup dos aparelhos, mas ela deve ser ativada antes da tentativa.

Redação nota mil: 5 hábitos simples que te ajudam a escrever melhor

Conheça cinco dicas sobre como fazer uma redação nota mil e deixe a sua aprovação no concurso público bem mais perto.

Cronograma de estudos: o que levar em conta na hora de montar o seu?

Descubra o que não pode faltar no seu cronograma de estudos e aumente as chances de ser aprovado em qualquer concurso público.

Cartão do Auxílio Brasil: entenda como validar e cadastrar a senha

A validação da senha pode ser feita pelo aplicativo Caixa Tem, em unidades lotéricas ou agências da Caixa.

Concurso INSS: saiba estudar mais rápido e MELHOR antes do Edital

Concurso INSS: 1.000 vagas serão formalizadas por meio da publicação do edital até dezembro deste ano, mas já é possível se preparar.

5 erros comuns de Matemática para não cometer novamente; veja lista

Fique por dentro dos cinco erros comuns de Matemática para não cometê-los novamente e aumente suas chances de passar no concurso.