Estes 3 sinais indicam que você é emocionalmente inteligente

A inteligência emocional é uma habilidade relacionada à forma com que gerenciamos as emoções, tanto as nossas como a dos outros, principalmente diante de desafios.

No geral, a inteligência consiste em uma habilidade adquirida ao longo da vida que permite conhecer, aprender e compreender novas situações. Mais especificamente, a inteligência emocional refere-se à capacidade de gerenciar as emoções e sentimentos, a partir de um profundo senso de auto conhecimento e conexão pessoal.

Além disso, é através da inteligência emocional que conseguimos compreender os sentimentos dos outros, agindo com empatia e aprendendo a lidar com essas emoções. Sobretudo, é através dessa habilidade que surgem os relacionamentos duradouros, mas também os bons líderes.

A princípio, esse conceito derivou da ideia de expressão emocional para sobrevivência e adaptação, cunhada por Charles Darwin no século 19. Posteriormente, a teoria das inteligências múltiplas de Howard Gardner começou a aprofundar nesse conceito, através da inteligência interpessoal como uma capacidade de compreender a si mesmo e apreciar os sentimentos, medos e motivações.

3 sinais que indicam inteligência emocional

1) Alto nível de conhecimento e conexão pessoal

A princípio, a inteligência emocional demanda uma compreensão ampla sobre os próprios sentimentos, emoções e reações. Desse modo, demanda que o indivíduo esteja conectado com suas intenções, mas também conheça a si mesmo o suficiente para prever como cada situação irá fazê-lo sentir.

A inteligência emocional não significa que o indivíduo consegue eliminar emoções, mas sim que ele tem consciência de cada uma delas a um nível que consegue entender como elas influenciam suas ações. A partir disso, é capaz de navegar por cada desafio e acontecimento com facilidade, pois consegue prever a consequência de suas ações e refletir no processo.

Além disso, essa conexão permite que expressem suas emoções com facilidade, sendo abertos sobre o que os incomoda e compartilhando o que sentem de maneira natural. Sobretudo, conseguem utilizar a comunicação como um instrumento de conexão e expressividade, sem agir de maneira violenta.

2) Ampla capacidade de ser empático e compreensivo

Porque conhecem tão bem os próprios sentimentos, as pessoas emocionalmente inteligentes são capazes de navegar pelos sentimentos dos outros, principalmente dentro de relacionamentos.

Seja no ambiente familiar ou doméstico, esses indivíduos conseguem compreender o que está acontecendo, pois entendem a origem das emoções e não somente as consequências.

Nesse sentido, tendem a ter mais facilidade de se colocar no lugar do outro, em especial por serem conectados com diferentes emoções e sentimentos. Como consequência, são compreensíveis e conseguem orientar uma comunicação sobre o problema em questão, facilitando a resolução de conflitos.

3) Mente aberta e flexibilidade

As pessoas emocionalmente inteligentes tendem a ser flexíveis e possuem mentes abertas, principalmente diante de novos estímulos e experiências. Por estarem conectadas com seus sentimentos, costumam estar abertos a aprender algo novo que possa ampliar o arsenal de emoções e experiências que possuem.

Dessa forma, costumam aceitar críticas com facilidade, sem transformá-las em conflito, pois entendem que podem aprimorar a si mesmos através da opinião dos outros. Como consequência, se tornam referências, tendem a ser bons ouvintes, e oferecem conselhos de forma sincera, sem agir com agressividade.

Em resumo, essa habilidade decorre não somente pela flexibilidade, mas pelo alto nível de empatia diante das emoções alheias. Ainda que sejam colocados em uma posição de referência, conseguem agir com humildade, priorizando os sentimentos dos outros em relação ao próprio ego.

Leia também

você pode gostar também