Estes 19 alimentos realmente te deixam mais inteligente; veja lista

Como uma habilidade que pode ser desenvolvida ao longo da vida, a inteligência demanda de um equilíbrio das funções orgânicas, principalmente na atividade do sistema nervoso.

Os alimentos são combustíveis para o funcionamento regular do organismo, principalmente das atividades do sistema nervoso. Neste sentido, apostar em uma alimentação balanceada e rica em nutrientes permite não somente o equilíbrio orgânico, como também promove condições benéficas para o desenvolvimento de habilidades como a inteligência.

Entrevistamos a nutricionista Hortência Kettelen para comentar sobre a relação entre a inteligência e os alimentos que consumimos. Segundo a profissional, formada na Universidade Federal de Goiás, existem alguns fatores que podem influenciar a saúde mental, como estresse, carga genética e também a própria alimentação.

Neste sentido, o conselho é focar em uma alimentação rica em proteínas, ácidos graxos, ômega 3 e 6 e carboidratos, pois permitem que o cérebro continue trabalhando normalmente, e também beneficia o organismo de outras formas, como na regulação do sono.

Quais alimentos te deixam mais inteligente?

No caso dos carboidratos, a privação desses alimentos causa falta de energia, fadiga, apatia, inquietação e falta de atenção, o que afeta o desempenho cognitivo. Desse modo, a indicação é que a alimentação seja composta por carboidratos complexos, como macarrão, pão, arroz integral, mandioca e batata doce.

No geral, carboidratos simples, como os encontrados em fast-food e comidas processadas, geram uma falsa sensação de saciedade e demandam uma alta energia do organismo para digestão. Como consequência, sentimos inchaço, cansaço e indisposição após consumi-los. Por isso é tão importante optar pelas fontes corretas.

Como fonte de ácidos graxos ômega 6 e 3, o mais recomendado são as sementes, castanhas, salmão, abacate e também óleos vegetais naturais. “Os ômegas podem influenciar na habilidade dos neurônios em utilizar glicose, auxiliando na concentração”, explica Hortência.

Segundo ela, a deficiência dessas substâncias afetam o aprendizado e a motivação, pois causam desequilíbrio nos neurotransmissores do córtex frontal. Em relação às vitaminas do complexo B, a indicação é apostar em alimentos como ovo, banana, leite, farelo de trigo e farelo de aveia.

Comumente, essas vitaminas trabalham com a produção de neurotransmissores responsáveis pela atenção e diminuição da excitabilidade, o que permite maior foco. Ademais, a ausência dessa vitamina causa nervosismo, falta de energia, cansaço precoce e outros problemas.

No que refere-se às proteínas, as principais fontes são alimentos como carnes vermelhas, frango, leite e derivados, feijão e lentilha, mas também o ovo. No organismo, as proteínas trabalham nas conexões de redes neuronais, ajudando na construção de novas sinapses para permitir a comunicação entre neurônios.

A deficiência de proteínas acarreta problemas como fadiga, fraqueza, queda de cabelo, pele seca e também baixa imunidade. Da mesma forma, o consumo inadequado, como de fontes gordurosas e calóricas, pode acarretar em infecções e aumentar a concentração de gordura no fígado.

Como os alimentos ajudam na inteligência?

Em resumo, os alimentos que desenvolvem a inteligência possuem substâncias específicas que são estimulantes para o sistema nervoso, ou que atuam nas funções básicas de manutenção das sinapses, por exemplo.

Desse modo, permitem a continuidade das funções cognitivas e o processo de aprendizagem pleno, sem interrupções como fadiga, estresse ou dores de cabeça.

Além do ponto de vista biológico, uma alimentação balanceada garante outros benefícios, como disposição física, diminuição da ansiedade, sono regulado e energia para produzir ao longo do dia. Portanto, são aliados da memória, concentração, cognição, organização e outras funções cerebrais associadas à inteligência.

Vale ressaltar que esse artigo é meramente informativo, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento. Para saber quais alimentos incluir no seu dia a dia, o ideal é marcar uma consulta com o nutricionista.

Leia também


você pode gostar também

5 truques infalíveis para montar um plano de estudos realmente eficaz

Acabou de fazer a inscrição em um concurso público? Conheça cinco truques infalíveis para montar um plano de estudos eficaz.

5 dicas úteis para fazer um bom fichamento durante os estudos

Procura uma técnica de aprendizagem que seja eficiente? Fique por dentro de cinco dicas úteis sobre como fazer um bom fichamento durante os estudos.

Moeda de R$ 1, conhecida como Perna de Pau, vale até R$ 8 MIL

A proposta de R$ 8 mil por uma unidade desse modelo surpreendeu os colecionadores e usuários da internet.

Atualmente, quais são as carreiras mais lucrativas do país? Veja 5 cargos

Sonha em conseguir um emprego que paga bem? Conheça as cinco carreiras mais lucrativas do país e invista naquela que mais combinar com o seu perfil.

9 profissões que pagam bem e exigem apenas Nível Fundamental

As profissões que não exigem curso superior, somente ensino fundamental, abrangem desde o campo de comércio e varejo até segurança pública e o setor de serviços.

5 características comuns às pessoas inteligentes; a terceira você nem vai acreditar

A inteligência é uma capacidade adquirida ao longo da vida. Pessoas inteligentes podem ser identificadas pela forma como reagem às situações.