Estas 5 profissões trazem felicidade profissional; veja lista completa

Procura uma carreira que te deixa sempre feliz? Conheça cinco profissões que trazem felicidade profissional para a sua vida.

Embora o conceito de felicidade seja relativo, esse sentimento é almejado por praticamente todas as pessoas. Afinal, estar ou se sentir feliz é algo indescritível. Mas será possível se sentir assim na carreira? Selecionamos cinco profissões que trazem felicidade profissional.

A lista abaixo foi publicada pela renomada revista Forbes, sendo que pesquisa foi realizada pela Universidade de Chicago, nos EUA. Continue a leitura até o final e descubra quais são os cargos que podem te deixar com o sorriso estampado no rosto, todos os dias.

Profissões trazem felicidade profissional

mudanças para ser feliz
Foto: Reprodução / Pexels

1 — Clérigos

Eles podem ser vistos em peso na Igreja Católica ou em várias outras instituições que pertencem a essa religião. De acordo com o estudo, Clérigos (ou Sacerdotes, como são popularmente conhecidos) fazem parte das profissões que trazem felicidade profissional.

Isso porque os Clérigos trabalham sempre motivados e são “movidos” pela fé, além de poder ajudar as pessoas que estejam enfrentando qualquer tipo de dificuldade em suas vidas, sejam com orações ou exercendo o voluntariado.

Para se tornar um Clérigo, é preciso ser formado no curso superior de Teologia e ter dom para exercer o sacerdócio. A religião Católica não permite que o Clérigo seja casado ou tenha filhos, além de ser necessário fazer votos de castidade durante o exercício da profissão. O salário médio no Brasil é de R$ 3 mil por mês.

2 — Bombeiros

Por mais que não pareça, outra das profissões que trazem felicidade profissional é a de Bombeiros. O amigo certo nas horas incertas é o principal responsável por salvar vidas e tirar as pessoas das mais variadas situações de apuros, no dia a dia.

Considerados os super-heróis da vida real, a pesquisa concluiu que, o fato de poder salvar vidas, praticamente todos os dias, possibilita que a felicidade faça parte da rotina desses profissionais, seja por causa da instigante sensação de adrenalina ou pela paixão de fazer o bem aos outros.

Para se tornar um Bombeiro, é preciso ser aprovado em um concurso público e ter o Ensino Médio completo. O valor do salário depende da corporação de cada estado e da patente do profissional. O salário de um Sargento do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, por exemplo, é de R$ 9,7 mil.

3 — Fisioterapeutas

Mais uma das profissões que trazem felicidade profissional. Da mesma que os Bombeiros, os Fisioterapeutas costumam ser acionados em momentos delicados na vida de uma pessoa, seja após uma cirurgia delicada ou acidente.

Auxiliar um paciente debilitado a superar obstáculos ou desafios (pouco a pouco) e acompanhar o progresso deles, acaba proporcionando felicidade, respeito e gratidão, para esses profissionais da saúde.

Para se tornar um Fisioterapeuta, é preciso ser formado no curso de Fisioterapia e, claro, ter afinidade com essa área. O salário também pode variar muito, já que é possível trabalhar como autônomo. Por via de regra, o salário médio desse profissional gira em torno de R$ 3 mil.

4 — Profissões que trazem felicidade profissional: Escritores

Escritores também fazem parte profissões que trazem felicidade profissional. Eles podem criar universos fictícios, dramas, invejáveis romances, poesias e aventuras de tirar o fôlego. E o melhor: trabalhando no conforto de casa.

Além de conseguir entreter e/ou alfabetizar milhares de pessoas mundo afora com suas clássicas histórias, o Escritor ainda pode gerenciar o seu próprio tempo de trabalho. E isso se traduz em uma inigualável sensação de felicidade.

Para se tornar um Escritor não é necessário ter diploma de faculdade. Mas é preciso ter perfil criativo, paixão pela escrita, além de ser um leitor ávido. O salário, claro, pode variar bastante. Um renomado e experiente Escritor pode facilmente faturar até R$ 3,5 mil por mês.

5 — Professores de Educação Especial

Por fim, a última das profissões que trazem felicidade profissional. A plena satisfação de ajudar ou prestar apoio a jovens e crianças com deficiências (mentais ou físicas) é algo realmente valioso.

Quem se identifica com essa área não precisa ter diploma universitário. Basta ter algum curso de especialização, ser uma pessoa paciente e ter muita empatia pelo próximo. Além disso, o mercado está aquecido para pessoas que desejam se dedicar à Educação Especial.

O salário médio é de R$ 2,7 mil por mês. Dependendo da experiência do profissional, do porte da Instituição de Ensino contratante e do número de aulas mensais, esse valor pode chegar a R$ 3,8 mil.

Leia também


você pode gostar também

Concurso INSS: veja 5 dicas infalíveis para aplicar durante os estudos

As dicas infalíveis para aplicar durante os estudos do concurso INSS permitem que o concurseiro tenha mais organização nas etapas de aprendizagem e revisão do conteúdo.

Veja 5 coisas que você não pode colocar no seu currículo em 2022

Está procurando emprego? Saiba o que não colocar no currículo em 2022 e aumente as chances de ser convocado para uma entrevista.

5 profissões que pagam bem aos que desejam ter jornada de 20 horas semanais

Se você sempre sonhou em ter um alto salário mas sem trabalhar demais, conheça cinco profissões que pagam bem e trabalham pouco.

Profissões de Humanas: veja os 5 cargos mais bem pagos do Brasil

Sonha em começar uma carreira que paga um alto salário? Conheça cinco profissões de Humanas que podem transformar isso em realidade.

Este cargo de TI pode obter salário de R$ 17 MIL no país; veja qual é

Está pensando em se tornar um profissional da área da tecnologia? Confira o cargo de TI que pode ter salário de R$ 17 mil por mês.

7 profissões mais bem pagas para quem quer trabalhar no exterior

Sonha em uma carreira profissional fora do Brasil? Conheça sete profissões para quem quer trabalhar no exterior e que pagam altos salários.