Estas 5 profissões são as mais antigas do mundo; confira a lista

Confira quais são as cinco profissões mais antigas do mundo, que não existem mais, graças aos avanços tecnológicos.

O mercado de trabalho está em constante evolução. De tempos em tempos, algumas profissões desaparecem por completo e outras são criadas, conforme as necessidades das pessoas e, claro, por causa do desenvolvimento tecnológico. Esse post vai te mostrar as cinco profissões mais antigas do mundo que eram bastante populares no passado, mas que hoje só ficaram na lembrança ou nos livros de história.

Quais são as profissões mais antigas do mundo?

1) Despertador humano

Imagine você ser acordado antes do sol raiar em uma noite fria de inverno com um barulho ensurdecedor debaixo da sua janela. Chato, né? O despertado humano foi uma profissão famosa durante os anos 1920 e surgiu durante a Revolução Industrial.

Como os despertadores e dispositivos eletrônicos eram privilégios dos mais endinheirados da época, uma pessoa era contratada para de ir de casa em casa acordando os moradores que precisavam se levantar cedo para trabalhar nas fábricas da Inglaterra e Grã-Bretanha.

O despertador humano batia com paus ou pedaços de metal nas janelas das casas e não parava até que os moradores tivessem acordados. Mas todo esse susto diário (e bem cedo) na hora de acordar deu lugar para outras maneiras de despertar bem mais tranquilas e silenciosas, com o passar dos anos.

2) Acendedor de lampiões

Outra das profissões mais antigas do mundo. Antes do advento da energia elétrica em locais públicos como temos hoje, a iluminação dos postes nas ruas era de lampiões. Todos os dias, antes de escurecer, um profissional acendia as grandes lamparinas dos postes de um determinado bairro e as apagava quando o sol nascia.

Esse especialista (que tinha uma alta demanda de trabalho) acendia os lampiões dos postes usando grandes varas ou subindo em pesadas escadas e trazendo para baixo as lamparinas para acendê-las. Como deveria ser cansativo acender 30 ou 40 postes todos os dias e apagá-los cerca de 12 horas depois, não é mesmo?

No velho continente (Europa) o acendedor de lampiões ganhava salário e era respeitado. Já no Brasil, esse serviço costumava ser realizado por pessoas escravizados que trabalham para poderosos de uma determinada região.

3) Cortador de gelo

Quando o assunto é profissões mais antigas do mundo, o cortador de gelo não poderia ficar de fora. Esse profissional era bastante requisitado nos gélidos períodos de inverno dos países nórdicos da Europa, pois o seu trabalho era extremamente necessário, que era a retirada de todo o gelo que se formava em rios e lagos.

Mesmo em um dia de temperaturas negativas, o cortador de gelo era obrigado a enfrentar o frio congelante, coletando o material e transportando-o para empresas de reaproveitamento. Todo o gelo retirado era transformado em água ou usado para manter os alimentos refrigerados por mais tempo.

Era um trabalho exaustivo e perigoso, por isso, exigia que os profissionais (majoritariamente homens) fossem experientes e tivessem muita força física. Com o surgimento das máquinas, essa profissão desapareceu por completo.

4) Caçador de ratos

Não, você não leu errado. O caçador de ratos também é uma das profissões mais antigas do mundo (e sujas). Houve uma intensa infestação de ratos na Europa do século XIX, em que essas pestes acabam trazendo doenças que dizimavam milhares de vidas.

Por isso, era fundamental que os ratos fossem caçados e eliminados das cidades. O caçador de ratos precisava ter muita coragem, já que o contato constante com os roedores trazia um altíssimo risco de contrair doenças, como a peste bubônica, que era transmitida pela urina desse animal.

Por incrível que pareça, essa profissão ainda existe. É claro que as técnicas de captura são muito mais modernas e praticamente não oferecem riscos. Afinal, é preciso manter os ratos bem longe das pessoas, certo?

5) Detector de aeronaves inimigas

Essa profissão foi de uma enorme valia nas corporações militares (principalmente durante a Primeira Guerra Mundial), quando a tecnologia ainda estava em seus primórdios. Esse profissional era responsável por detectar a aproximação de aeronaves inimigas.

Usando arcaicos dispositivos de escuta e espelhos acústicos, além de ter uma audição bem apurada, esse especialista conseguia identificar possíveis invasões aéreas das tropas inimigas, durante o sangrento combate.

O seu trabalho era simples e consistia em identificar (com a máxima precisão) os sons de aviões inimigos e avisar a tropa na qual fazia parte, para que os integrantes pudessem se precaver para a mais uma inevitável batalha.

O que você achou das profissões mais antigas do mundo? Graças à inovação tecnologia elas não existem mais, apesar da enorme popularidade da época.

Leia também

você pode gostar também

Você tem a Síndrome do Impostor? Estes 5 sinais te ajudam a identificar

Saiba reconhecer os sinais que podem indicar que você foi acometido pela síndrome do impostor, que é bastante comum em todo o mundo.

Palácio da memória: veja 5 truques para aplicar a técnica em sua rotina

Se você está estudando para as provas de um concurso, conheça cinco dicas para a aplicar a técnica do palácio da memória e aumente suas chances de aprovação.

WhatsApp: saiba como recuperar conversas apagadas no aplicativo

Mensagens apagadas podem ser recuperadas por meio da ferramenta de backup dos aparelhos, mas ela deve ser ativada antes da tentativa.

Redação nota mil: 5 hábitos simples que te ajudam a escrever melhor

Conheça cinco dicas sobre como fazer uma redação nota mil e deixe a sua aprovação no concurso público bem mais perto.

Cronograma de estudos: o que levar em conta na hora de montar o seu?

Descubra o que não pode faltar no seu cronograma de estudos e aumente as chances de ser aprovado em qualquer concurso público.

Cartão do Auxílio Brasil: entenda como validar e cadastrar a senha

A validação da senha pode ser feita pelo aplicativo Caixa Tem, em unidades lotéricas ou agências da Caixa.