Estágio nas empresas: o que é, tipos, como funciona e regras gerais

Fique por dentro de tudo que permeia o estágio nas empresas e saiba como funciona essa importante etapa na vida de todo profissional.

Depois de uma enxurrada de teorias durante todo o curso técnico do ensino médio ou da universidade, chegou a hora de colocar em prática tudo aquilo que foi aprendido. Por isso, o estágio nas empresas é uma excelente alternativa para que você se torne um profissional de sucesso.

Saiba do que se trata, conheça os tipos de estágio, como funciona esse programa perante a lei e as regras gerais. Aproveite a leitura.

Mas o que é o estágio?

Por mais que seja um assunto bastante comum, muita gente ainda se vê na dúvida. O estágio é um programa de atividades que será desenvolvido por estudantes de nível médio ou superior, dentro de uma organização pública ou privada. Todo o período de estágio tem o objetivo de aprimorar a aprendizagem do estagiário.

A principal ideia é colocar em prática todo o conteúdo aprendido dentro de sala de aula. Através do estágio nas empresas, é possível garantir uma certa experiência para o estudante, no que tange ao ambiente de trabalho e os desafios da sua profissão em si, o que não é possível dentro do ambiente acadêmico.

Estágio é a mesma coisa que emprego?

Não. Como dissemos acima, estágio é um período pré-determinado em que o estudante vai complementar o seu aprendizado com a prática. De acordo com a lei que define as regras gerais do estágio, é necessário que haja um contrato assinado entre ambas as partes (estagiário e empresa), com a mediação da instituição de ensino, obviamente.

Ainda de acordo com a lei regulamentadora, durante a atividade do estágio, não deverá existir nenhum tipo de vínculo empregatício entre a organização e o estagiário.

Ou seja, em um emprego formal de carteira assinada, o trabalhador tem todos os direitos trabalhistas assegurados por lei (férias, FGTS, verbas rescisórias, 13º salário, dentre outros). No período de estágio, nada disso existe.

Como funciona o estágio nas empresas?

Durante o tempo de estágio em uma organização, o estagiário realiza suas atividades durante 4 ou 6 horas de trabalho. Toda a execução das tarefas diárias pelo estudante deverá ser supervisionada por um profissional responsável da área.

Vale salientar que a empresa compreenda que o objetivo do estágio sempre deve ser a capacitação do estudante e não uma alta produtividade do mesmo. Ou seja, ele está colocando em prática tudo aquilo que aprendeu dentro de sala de aula e adquirindo experiência em sua profissão.

Geralmente, a duração do estágio é de 6 meses a 1 ano. Mas, dependendo do desempenho do estagiário ou do interesse da empresa, o contrato pode ser prorrogado por mais tempo, que pode chegar a 2 anos, no máximo. Para que o estudante esteja apto a realizar um estágio, ele deve atender aos seguintes requisitos:

  • Estar devidamente matriculado no seu curso em uma instituição de ensino credenciada pelo MEC;
  • Ter uma frequência satisfatória nas aulas durante todo o curso;
  • Em caso de curso universitário, o estudante deve estar regular e sem nenhum tipo de pendência anterior;
  • Estar em dia com todas as exigências da faculdade, para que o estágio seja autorizado.

É conveniente salientar que, para concorrer a uma vaga de estágio nas empresas, o estudante precisa atender a todos os requisitos exigidos pelas organizações. Além disso, o processo seletivo pode acontecer por meio de entrevistas, avaliações de conhecimento e até dinâmicas de grupo.

Cada empresa define como a seleção dos estagiários vai acontecer.

Qual a diferença entre estágio remunerado e obrigatório?

Essa é uma dúvida muito comum entre os estudantes que estão iniciando a sua vida profissional. Por isso, vamos saná-las:

Estágio remunerado

É quando o estudante recebe uma bolsa-auxílio (de valor variável) da empresa durante todo o período de estágio. Na maioria das vezes, o estagiário também recebe uma ajuda financeira para o transporte (casa-trabalho e vice-versa).

Esse estágio não é obrigatório e tudo é acordado entre ambas as partes. A maioria dos estudantes optam por estágios remunerados, por motivos óbvios, já que, além de colocarem toda a teoria em prática, eles recebem por isso.

Estágio obrigatório

É quando o estudante precisa cumprir um período de estágio, com um número de horas previamente estipulado, para conseguir se formar no curso em questão. O estágio obrigatório faz parte da grade curricular de diversas instituições de ensino, seja de nível superior ou técnico.

Nesse caso, o recebimento de algum tipo de auxílio financeiro fica a critério da empresa, que não é obrigada a remunerar o estudante. O aluno só consegue ter acesso ao diploma se, obrigatoriamente, fizer um estágio.

Leia também

você pode gostar também

5 truques para acelerar os estudos faltando 3 meses para a prova

Se você é um concurseiro que procura uma forma de acelerar os estudos para as provas do certame, conheça cinco truques infalíveis.

5 truques essenciais para planejar uma rotina mais saudável e feliz

Para que você consiga planejar uma rotina mais saudável e feliz, conheça cinco dicas de ouro e aumente suas chances de passar no concurso.

Estes 5 sinais indicam que você não está feliz com o relacionamento

Se você é um concurseiro que está envolvido em uma relação amorosa, conheça cinco sinais que indicam que não está feliz com ela.

Quantas horas devo estudar por dia para garantir bons resultados?

Conheça as variáveis que podem indicar o número de horas de estudo por dia, para garantir a aprovação do concurseiro.

7 hábitos para manter uma boa saúde mental durante os estudos

Conheça dicas incríveis sobre como o concurseiro pode manter uma boa saúde mental durante os estudos, para aumentar as chances de aprovação.

Estas 5 atitudes te ajudam a ter mais autoestima e ser mais feliz em 2022

Conheça cinco dicas valiosas que podem te ajudar a ter mais autoestima e ser mais feliz em 2022.