Descubra quanto tempo uma pessoa pode viver, segundo a Ciência

Faz questão de ser uma pessoa longeva, concurseiro? Então descubra quanto tempo uma pessoa pode viver e surpreenda-se com a idade que você pode alcançar.

Você já teve a curiosidade de saber quanto tempo uma pessoa pode viver, concurseiro? Segundo pesquisas científicas recentes, um ser humano que leva uma vida saudável, sem vícios e excessos, pode alcançar um limite de idade surpreendente. Cientistas da área acreditam que a expectativa de vida mundial ainda pode aumentar bastante. Por mais que essa perspectiva possa parecer ousada, muitos estudiosos acreditam que que a maioria dos indivíduos pode chegar ao ápice da longevidade.

continua depois da publicidade

Por isso, elaboramos essa matéria que vai te mostrar quanto tempo uma pessoa pode viver, de acordo com um artigo publicado na revista Nature Communications. O concurseiro que sempre teve essa curiosidade e faz de tudo para ser alguém mais longevo, deve continuar a leitura até o fim para descobrir.

Afinal, quanto tempo uma pessoa pode viver?

Segundo o artigo mencionado acima, a idade máxima possível que um indivíduo saudável pode alcançar está entre 120 e 150 anos. A partir desse limite, que pode chegar a um século e meio de vida, a pessoa já teria perdido totalmente a sua capacidade de resiliência. É fato que o processo de envelhecimento tem relação direta com o aumento da incidência de doenças crônicas e com a redução da nossa capacidade cognitiva.

Mas os pesquisadores levaram em consideração determinadas variáveis como tipo sanguíneo, metilação (modificação covalente) do DNA, dentre outras, para avaliar de que maneiras as intervenções antienvelhecimento podem ser eficientes, para determinar, com margens de erro mínimas, quanto tempo uma pessoa pode viver.

continua depois da publicidade

Por mais que estipular a idade biológica do ser humano seja uma tarefa extremamente complexa, já que ela nem sempre está relacionada à idade cronológica, os cientistas desenvolveram métodos que conseguem monitorar os níveis de envelhecimento do organismo do indivíduo. E isso lhes permitiu determinar a real eficácia das intervenções para determinar a idade máxima a que uma pessoa pode chegar.

Novos estudos estão sendo realizados

Agora que você sabe quanto tempo uma pessoa pode viver, pesquisas recentes estão sendo realizadas em diversos países mundo afora. O estudo discutido nesta matéria foi realizado em conjunto pelos pesquisadores da Gero PTE, uma empresa de biotecnologia localizada em Singapura, e vários membros do corpo clínico do Roswell Park Comprehensive Cancer Center, que fica nos Estados Unidos.

continua depois da publicidade

Para que a dinâmica dos parâmetros fisiológicos fosse caracterizada, os pesquisadores usaram duas escalas de tempo de vida humana. A primeira delas indica o estado clínico de saúde do organismo da pessoa. Já a segunda mensura a resiliência do mesmo à medida que o processo de envelhecimento vai ocorrendo.

Resultados surpreendentes

O primeiro indicador da escala tem relação direta com os níveis de estresse, doenças crônicas e estilo de vida da pessoa no dia a dia, o que pode contribuir para a redução da longevidade. O segundo indica as propriedades dinâmicas de flutuações do organismo, que tem a ver com a capacidade de resiliência do indivíduo.

As informações apuradas revelam que um ser humano saudável consegue ser mais resistente, do ponto de vista físico. Já a perda da resiliência tem relação direta com o aumento do índice de doenças crônicas, o que pode triplicar as chances de mortalidade.

continua depois da publicidade

O fato é que o processo de envelhecimento humano ainda é bastante complexo, já que são diversas fases envolvidas. Por isso, pode ser complicado estimar quanto tempo uma pessoa pode viver por meio de um número, como 120 ou 150 anos. Seja como for, os estudos oferecem um vislumbre no que tange o processo de envelhecimento, que tem relação direta com a perda da capacidade de se recuperar (resiliência) em algum momento, em torno das idades estimadas.

Considerações finais

Por mais que saber quanto tempo uma pessoa pode viver seja fundamental, o concurseiro deve sempre procurar fazer a sua parte, levando uma vida ativa, saudável, sem vícios e excessos. Por mais que chegar aos 120 ou até aos 150 anos de idade possa parecer algo surreal, o organismo humano tem total capacidade de realizar essa proeza. Os comportamentos adotados ao longo do tempo pelo indivíduo têm uma enorme responsabilidade nesse processo.

Compartilhe esse artigo

Leia também

Concursos em sua
cidade