Confira as 5 causas mais comuns para as crises no relacionamento

As causas mais comuns para as crises no relacionamento podem ser responsáveis pelo fim de muitos, mas existem formas de contorná-las.

Relacionamentos nem sempre são simples como muitos imaginam. Hoje em dia, contatos realmente íntimos entre casais parecem cada vez mais raros e dependem de vários fatores. A facilidade para a criação de atritos é crescente, e normalmente, são fruto das causas mais comuns para as crises no relacionamento.

Para que este tipo de relação possa funcionar, é preciso confiar em uma série de questões: responsabilidade afetiva, saber compartilhar as ideias do parceiro, ter comprometimento e conseguir superar os desafios. Mesmo que problemas sejam algo normal, existem alguns métodos para lidar com eles.

De forma que seja possível entender mais sobre o assunto, conheça hoje algumas das causas mais comuns para as crises no namoro ou casamento e descubra novos jeitos de lidar com estas situações.

1. Falhas na comunicação

No momento em que as pessoas envolvidas em um relacionamento aprendem a se comunicar, a probabilidade de passar por certas experiências ruins comuns neste tipo de conexão será cada vez menor. Afinal, uma comunicação honesta e efetiva é essencial para o sucesso de um casal.

Cada indivíduo possui sua forma de se comunicar; um pode ser mais quieto, e o outro assumir a frente do diálogo. Independentemente disso, é preciso que as conversas sejam regulares para que ambos cresçam em conjunto.

Algumas formas de melhorar esta área e a conexão emocional envolvem praticar ser um bom ouvinte, pensar antes de falar, não esperar que o parceiro saiba ler sua mente, ser honesto e aberto sobre seus sentimentos e trabalhar em identificar os problemas nas conversas.

2. Brigas

Discussões são um quesito saudável em um relacionamento, principalmente para alimentar a própria expressão. Contudo, discussões que se tornam brigas feias são nocivas e não possuem nenhum propósito.

No momento em que um lado da relação sente vontade de falar algo prejudicial para o parceiro, é preciso se perguntar a respeito do que está sentindo antes. Se está com raiva, triste, frustrado ou infeliz sobre algo. É preciso discutir o desenvolvimento destas situações antes que elas evoluam e tornem-se problemas ou desafios para o casal.

3. Falta de proximidade

Com o passar do tempo, relacionamentos mais longos passam por algumas mudanças. Algumas coisas um dia importantes deixam de fazer sentido e, da mesma forma, as pessoas envolvidas na relação também mudam de várias formas, evoluindo individualmente.

Mas isso não significa que a relação deve acabar de vez. É apenas um sinal de que é preciso fazer novos esforços para passar algum tempo juntos e se redescobrir, principalmente um ao outro.

Não é realista esperar que alguém continue exatamente igual sua vida inteira, já que as pessoas envelhecem, crescem, se adaptam e passam por alterações fundamentais com base em suas experiências de vida. Neste caso, é preciso exercitar a proximidade como um casal, mesmo com o impacto individual.

4. Infidelidade

Este é um tópico consideravelmente sensível quando se fala das possíveis crises de um relacionamento, visto que pode ser responsável por acabar com ele de forma efetiva. Caso seu parceiro tenha lhe traído, é preciso decidir por si só se irá perdoá-lo ou seguir em frente sem o outro em sua vida.

A maioria dos casos fora da relação não ocorrem de forma espontânea. A infidelidade também é proveniente da traição emocional, por exemplo. Pessoas que desejam salvar um relacionamento após uma traição devem ser honestas sobre o ocorrido e trabalhar juntas para resolver os problemas.

Mas vale lembrar que a traição é dolorosa e pode demorar anos até que um volte a confiar no outro novamente. Apesar de muitas relações sobreviverem um caso amoroso, é essencial ter comprometimento de ambas as partes para poder evoluir.

5. Traumas

Um trauma é uma questão extremamente específica do indivíduo que o sofreu. É preciso ter em mente que este tipo de ocorrência se trata de um evento que afeta a vida de muitos, como uma doença grave, a morte de um ente querido, a perda de um emprego ou outros problemas mais sérios.

Novamente, aqui, é preciso aprender a superar as adversidades. Um dos maiores empecilhos é o pouco tempo reservado para ficar de luto a respeito de alguma situação traumática, algo que pode alcançar a pessoa no futuro, ocasionando em raiva e sentimentos ainda mais profundos.

A partir de então, o casal pode discordar sobre a forma de lidar com o momento ou os sentimentos de um podem afundar o outro. Para evitar estas ocorrências, o ideal é poder contar com o apoio de terceiros, como a família, amigos e profissionais na área da Psicologia, para trabalhar como um time.

Leia também

você pode gostar também

Por que os palitos de pirulito têm um pequeno furinho na ponta?

Sempre fez questão de aprimorar os seus conhecimentos e tem a curiosidade aguçada, concurseiro? Então, descubra para que serve o furinho na ponta dos palitos de pirulito.

Entenda de onde surgiu o “sentido horário” dos relógios

Você já se perguntou por que o relógio gira em sentido horário? Este é um padrão que vem de relógios de sol antigos. Leia e entenda a seguir.

Afinal, qual é a verdadeira diferença entre poema e poesia? Entenda aqui

Apesar de parecerem idênticos, o poema e a poesia possuem algumas diferenças vitais, e que são de conhecimento essencial no mundo literário.

Grampeador tem função “secreta” que muitas pessoas ainda não conhecem

Embora todos nós usemos um grampeador de vez em quando, você provavelmente não conhece este tipo de uso secreto para ele.

15 nomes antigos que voltaram a ser populares no Brasil

Alguns dos nomes retrôs são muito populares hoje em dia no Brasil, sejam femininos ou masculinos. Confira alguns deles abaixo.

Como começar a empreender? Veja 7 dicas para ter um negócio de sucesso

Está querendo começar a empreender em 2023 e pretende alcançar o êxito profissional? Fique por dentro de sete dicas para ter um negócio de sucesso.