Concurso Ministério da Economia: edital com 300 vagas é temporariamente suspenso

Concurso Ministério da Economia divulga comunicado de suspensão. Vagas do edital de abertura contavam com ganhos de até R$ 6,1 mil.

Está temporariamente suspenso o edital nº 2/2022, referente ao concurso Ministério da Economia, em Brasília (DF). Comunicado sucinto publicado pela banca organizadora informa que a decisão da pasta acontece em decorrência de interesse público e alerta que os candidatos devem continuar acompanhando as informações sobre o certame pelo site.

Com 2.130 vagas temporárias (300 imediatas e 1.830 para formação de cadastro reserva), o concurso já estava com inscrições em andamento, entre os dias 10 de janeiro e 14 de fevereiro de 2022.

Oportunidades ofertadas pelo concurso Ministério da Economia

As 2.130 vagas temporárias anunciadas na primeira semana de janeiro eram destinadas aos seguintes perfis profissionais:

  • Técnico em atividades previdenciárias e de apoio: 115 vagas imediatas e 690 CR. É necessário possuir o ensino médio completo;
  • Analista de Negócios – 1A: 30 vagas imediatas e 180 CR. É necessário possuir ensino superior e pós-graduação nas áreas de Administração Pública ou Direito ou experiência profissional superior a três anos nas atividades a serem desenvolvidas;
  • Analista de Negócios – 1B: 10 vagas imediatas e 90 CR. É necessário possuir ensino superior e pós-graduação nas áreas de Ciências Contábeis ou Economia ou experiência profissional superior a três anos nas atividades a serem desenvolvidas;
  • Analista técnico de demandas previdenciárias, judiciais e de controle: 145 vagas imediatas e 870 CR. É necessário possuir ensino superior em qualquer área de formação.

A jornada de trabalho informada correspondia a 40 horas semanais para todas as áreas, com salários iniciais de:

  • R$ 1.700,00 para Técnico em atividades previdenciárias e de apoio;
  • R$ 3.800,00 para Analista Técnico;
  • R$ 6.130,00 para Analista de Negócios.

Concurso suspenso Ministério da Economia: como fica o cronograma?

De acordo com o edital de abertura, que provavelmente será atualizado pela banca organizadora (Idib), a avaliação dos candidatos se daria por meio de prova objetiva, a ser aplicada a todos os profissionais, e por prova de títulos, apenas para Analista de Negócios.

Com duração de quatro horas e realizada em turnos diferentes em Brasília (DF), a prova objetiva até então estava prevista para o dia 03 de abril de 2022, data que só poderá ser confirmada ou atualizada com a publicação de novas informações pela banca organizadora do certame.

Ministério da Economia: edital de abertura

Publicado em 06 de janeiro de 2022, o edital de abertura detalhava a aplicação de 60 questões de múltipla escolha distribuídas da seguinte forma:

  • 15 questões de Língua Portuguesa;
  • 5 questões de Ética na Administração Pública e Legislação;
  • 10 questões de Noções de Informática;
  • 30 questões de Conhecimentos Específicos.

Para ser aprovado na prova objetiva, o candidato deveria obter a nota mínima de 50% em toda a prova, desde que não obtenha nota zero em nenhuma disciplina.

A prova de títulos, com valor de 10 pontos, seria aplicada aos candidatos mais bem classificados, conforme critérios estabelecidos em edital. Seriam considerados os cursos de pós-graduação (especialização, mestrado e doutorado) e a experiência profissional de nível superior na administração pública, dentro da área na qual o candidato concorre.

Critérios de desempate

Em caso de empate nas notas obtidas por dois ou mais candidatos, os critérios de preferência estipulados foram:

  1. Maior idade entre os candidatos com 60 anos ou mais, conforme o disposto no Estatuto do Idoso;
  2. Maior pontuação na disciplina de Conhecimentos Específicos;
  3. Maior pontuação na disciplina de Língua Portuguesa;
  4. Maior pontuação na prova de títulos;
  5. Maior idade;
  6. Exercício da função de jurado, conforme o art. 440 do Código de Processo Penal.

Prazo de validade, edital e demais informações

O prazo de validade do edital de abertura é de dois anos, a contar da data de assinatura do primeiro contrato, prorrogável uma única vez por igual período. Apesar de temporariamente suspenso, um provável novo edital deve seguir a mesma vigência, visto que se trata de legislação específica para concursos públicos.

Todas as informações e atualizações sobre o certame estão disponíveis no edital do concurso Ministério da Economia e no novo comunicado de suspensão. Em caso de dúvidas, os telefones para contato com a banca organizadora são (61) 3711-1811 (para candidatos em Brasília) e 0800-885-0000 (demais localidades).

Leia também

você pode gostar também