Concurso Polícia Federal 2020 pode ser autorizado EM BREVE!

Concurso da Polícia Federal é aguardado para 2020. Conforme suposto cronograma vazado, sua autorização pode acontecer ainda em maio. Entenda:

Concurso Polícia Federal 2020

As vagas previstas deverão suprir as necessidades da PF ao longo dos próximos três anos. - Foto: André Gustavo Stumpf/DFP

Um documento sobre o Concurso Polícia Federal 2020 vazou na tarde da última sexta-feira (27/03). Nele, consta o suposto cronograma com todas as datas previstas e ainda menciona os possíveis cargos que devem ser ofertados.

A equipe do Concursos no Brasil entrou em contato com a assessoria de imprensa do órgão público para verificar a legitimidade das informações. De acordo com a mensagem encaminhada como resposta, ainda não há previsão de um novo certame para preencher o quadro de servidores. O que nos leva a crer que tudo não passa de rumores extra-oficiais ou de propostas ainda em debate:

Além disso, a falta de confirmações também pode justificar o atual estado de calamidade pública que o país está enfrentando. Afinal, com o cenário conturbado pelo qual o governo atualmente se insere, fica difícil ter a plena certeza de data ou detalhes pontuais.

Acompanhe a matéria completa e fique por dentro de todas as novidades. Não se esqueça de conferir outros conteúdos de nosso site, como simulados e artigos. Temos certeza de que existe um material feito especialmente para você!

Informações preliminares

Com alguma chance de ser autorizado até 2020, o Concurso Polícia Federal 2020 representa uma grande oportunidade para milhares de profissionais. A última solicitação, feita em maio de 2019, previa o preenchimento de 3.460 vagas para diferentes cargos.

As vagas previstas deverão suprir as necessidades da PF nos próximos três anos (pelo menos de 2020 a 2022), em cargos como Agente Administrativo, Agente de Polícia Federal, Arquivista, Administrador, Contador, Enfermeiro, Assistente Social, Psicólogo, Médico, entre outros.

Vale lembrar que, desde 1º de junho de 2019, com base no decreto 9.739, houve mudança na competência para autorizar concurso público no âmbito da Polícia Federal. Assim, a liberação de vagas para a carreira deve ser definida pelo Diretor-Geral da Polícia Federal.

Possíveis cargos contemplados

No documento vazado, é possível perceber algumas informações preliminares sobre a data de assinatura do contrato com a banca organizadora e a autorização oficial do concurso (ao menos dois editais de abertura). O que chama mais a atenção, por outro lado, é a suposta confirmação dos cargos ofertados. Isso porque o cronograma informa a publicação do edital para as seguintes áreas:

  • Agente de Polícia Federal;
  • Papiloscopista;
  • Escrivão;
  • Delegado de Polícia Federal.

Também há menção das etapas classificatórias, que começam com provas objetivas/discursivas e terminam por meio do curso de formação profissional. Confira:

  • Provas escritas (objetivas e discursivas);
  • Aplicação do exame de aptidão física;
  • Aplicação do exame médico;
  • Aplicação da avaliação psicológica;
  • Aplicação do curso de formação;
  • Prova de digitação (para o cargo de Escrivão);
  • Prova oral (para o cargo de Delegado);
  • Entrega de documentos para prova de títulos.

Confira, na íntegra, o suposto cronograma para o Concurso Polícia Federal 2020:

Concurso Polícia Federal anterior aconteceu em 2018

O Concurso Polícia Federal 2018 foi norteado pelo edital nº 1-DGP/PF, com o objetivo de preencher vagas para os cargos de Delegado, Perito Criminal, Agente de Polícia, Escrivão e Papiloscopista.

Foram ofertadas 500 vagas, já incluindo aquelas para ampla concorrência e as vagas reservadas aos candidatos negros e aos candidatos com deficiência.

O cargo de Delegado de Polícia Federal possuía como requisito básico o diploma de bacharel em Direito e a comprovação de três anos de atividade jurídica ou policial. A remuneração inicial, na época do edital, foi de R$ 22.672,48 e a jornada de 40 horas semanais em regime de tempo integral.

carro da polícia federal

O cargo de Perito Criminal Federal, cuja remuneração inicial foi de R$ 22.672,48, possuía como requisito básico o curso superior em nível de graduação em uma destas áreas de formação:

  • Ciências Contábeis;
  • Ciências Econômicas;
  • Engenharia Elétrica;
  • Engenharia Eletrônica;
  • Engenharia de Telecomunicações;
  • Engenharia de Redes de Comunicação;
  • Análise de Sistemas;
  • Ciências da Computação;
  • Engenharia da Computação;
  • Engenharia de Redes de Comunicação;
  • Informática;
  • Engenharia Agronômica;
  • Geologia;
  • Engenharia Química;
  • Química Industrial;
  • Química;
  • Engenharia Civil;
  • Engenharia Florestal;
  • Medicina; ou
  • Farmácia.

Para Agente, Papiloscopista e Escrivão de Polícia Federal: a exigência foi o curso superior em qualquer área. A remuneração inicial destes cargos foi de R$ 11.983,26.

Apostilas Polícia Federal: Perito (comum a todas as áreas) - Conh. Básicos - Agente de PF - Escrivão de PF - Papiloscopista PF

O edital previa outros requisitos básicos para investidura em todos os cargos, entre eles:

  • Carteira nacional de habilitação na categoria "B" (pelo menos);
  • Idade mínima de 18 anos completos na data de matrícula no Curso de Formação Profissional;
  • Aptidão física e mental;
  • Estar em dia com as obrigações eleitorais e militares.

Provas do Concurso Polícia Federal 2018

Adotando o método Cespe para classificação, os candidatos foram avaliados por meio da aplicação de:

  • Prova objetiva;
  • Prova discursiva;
  • Exame de aptidão física;
  • Prova oral (esta somente para o cargo de Delegado de Polícia Federal);
  • Prova prática de digitação (somente para Escrivão de Polícia Federal);
  • Avaliação médica;
  • Avaliação psicológica; e
  • Avaliação de títulos (somente para os cargos de Delegado de Polícia Federal e de Perito Criminal Federal).

A segunda etapa do concurso consistiu de Curso de Formação Profissional, de responsabilidade da Academia Nacional de Polícia.

A validade daquele concurso foi bastante limitada: apenas 30 dias contados a partir da data de  publicação da homologação do resultado final, com possibilidade de apenas uma prorrogação.

Curso de Formação

Os candidatos devidamente aprovados foram convocados para matrícula no Curso de Formação Profissional, segundo a ordem de classificação.

O curso se deu em regime de internato, exigindo-se do aluno tempo integral com frequência obrigatória e dedicação exclusiva.

Compartilhe

Concursos por E-mail
Assine nosso boletim para receber Concursos Brasil diretamente no seu e-mail