Concurso TRF 1ª Região tem edital publicado; até R$ 16 mil

Concurso TRF 1ª Região anuncia abertura de vagas para as carreiras de Técnico e Analista. Confira os principais detalhes.

Foi disponibilizado o edital nº 1/2024 do concurso TRF 1ª Região, que abrange os estados do Acre, Amapá, Amazonas, Bahia, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Piauí, Rondônia, Roraima, Tocantins e o Distrito Federal. O certame vai preencher 17 vagas imediatas, além de formar cadastro reserva.

continua depois da publicidade

A validade da seleção pública será de dois anos, com possibilidade de prorrogação por mais dois anos. Dessa maneira, os aprovados poderão ser convocados dentro desse período, de acordo com a necessidade e ordem final de classificação.

O concurso Tribunal Regional Federal da 1ª Região está sendo organizado e executado sob responsabilidade da banca organizadora FGV - Fundação Getúlio Vargas.

Cargos do concurso TRF 1ª Região

Leia também

Todas as vagas ofertadas neste concurso TRF 1 são destinadas a profissionais de nível superior. Conheça os cargos e os respectivos requisitos:

  • Analista Judiciário - Área Administrativa: requer nível superior completo em qualquer área de formação acadêmica;
  • Analista Judiciário - Área Administrativa - Inspetor da Polícia Judicial: exige nível superior completo em qualquer área de formação acadêmica e Carteira Nacional de Habilitação (CNH), no mínimo, categoria "C";
  • Analista Judiciário - Área Apoio Especializado - Análise de Dados: exige nível superior completo na área de Tecnologia da Informação, ou nível superior em qualquer área de formação, acrescido de curso de pós-graduação em área de Tecnologia da Informação com, no mínimo, 360 horas;
  • Analista Judiciário - Área Apoio Especializado - Análise de Sistemas de Informação: requer nível superior completo na área de Tecnologia da Informação, ou nível superior em qualquer área de formação, acrescido de curso de pós-graduação em área de Tecnologia da Informação com, no mínimo, 360 horas;
  • Analista Judiciário - Área Apoio Especializado - Arquitetura: exige nível superior completo em Arquitetura e com registro no órgão de classe competente;
  • Analista Judiciário - Área Apoio Especializado - Contabilidade: oportunidade para profissional de nível superior completo em Ciências Contábeis e registro no órgão de classe competente;
  • Analista Judiciário - Área Apoio Especializado - Enfermagem: requer nível superior completo em Enfermagem e registro no órgão de classe competente;
  • Analista Judiciário - Área Apoio Especializado - Engenharia Civil: exige nível superior completo em Engenharia Civil e registro no órgão de classe competente;
  • Analista Judiciário - Área Apoio Especializado - Engenharia de Segurança do Trabalho: requer nível superior em Arquitetura ou Engenharia, acrescido de pós-graduação em Engenharia de Segurança do Trabalho e registro no respectivo órgão de classe;
  • Analista Judiciário - Área Apoio Especializado - Engenharia Elétrica: requer nível superior completo em Engenharia Elétrica e registro no órgão de classe competente;
  • Analista Judiciário - Área Apoio Especializado - Engenharia Mecânica: exige nível superior completo em Engenharia Mecânica e registro no órgão de classe competente;
  • Analista Judiciário - Área Apoio Especializado - Fisioterapia: requer nível superior completo em Fisioterapia e registro no órgão de classe competente;
  • Analista Judiciário - Área Apoio Especializado - Governança e Gestão de Tecnologia da Informação: requer nível superior completo na área de Tecnologia da Informação, ou nível superior em qualquer área de formação, acrescido de curso de pós-graduação em área de Tecnologia da Informação com, no mínimo, 360 horas;
  • Analista Judiciário - Área Apoio Especializado - Medicina (Cardiologia): requer nível superior completo em Medicina, residência em Cardiologia ou título de especialista em Cardiologia, com carga horária mínima de 360 horas e registro no órgão de classe competente;
  • Analista Judiciário - Área Apoio Especializado - Medicina (Clínica Geral): requer nível superior completo em Medicina, residência em Clínica Médica, ou título de especialista em Clínica Médica com carga horária mínima de 360 horas e registro no órgão de classe competente;
  • Analista Judiciário - Área Apoio Especializado - Medicina do Trabalho: exige nível superior completo em Medicina, residência em Medicina do Trabalho, ou título de especialista em Medicina do Trabalho com carga horária mínima de 360 horas e registro no órgão de classe competente;
  • Analista Judiciário - Área Apoio Especializado - Medicina (Ortopedia): requer nível superior completo em Medicina, residência em Ortopedia, ou título de especialista em Ortopedia com carga horária mínima de 360 horas e registro no órgão de classe competente;
  • Analista Judiciário - Área Apoio Especializado - Odontologia: requer nível superior completo em Odontologia e registro no órgão de classe competente;
  • Analista Judiciário - Área Apoio Especializado - Psicologia: exige nível superior completo em Psicologia e registro no órgão de classe competente;
  • Analista Judiciário - Área Apoio Especializado - Segurança da Informação: requer nível superior completo na área de Tecnologia da Informação, ou nível superior em qualquer área de formação acrescido de curso de pós-graduação em área de Tecnologia da Informação com, no mínimo, 360 horas;
  • Analista Judiciário - Área Apoio Especializado - Serviço Social: requer nível superior completo em Serviço Social e registro no órgão de classe competente;
  • Analista Judiciário - Área Apoio Especializado - Suporte em Tecnologia da Informação: requer nível superior completo na área de Tecnologia da Informação, ou nível superior em qualquer área de formação, acrescido de curso de pós-graduação em área de Tecnologia da Informação com, no mínimo, 360 horas;
  • Analista Judiciário - Área Apoio Especializado - Tecnologia da Informação: exige nível superior completo na área de Tecnologia da Informação, ou nível superior em qualquer área de formação, acrescido de curso de pós-graduação em área de Tecnologia da Informação com, no mínimo, 360 horas;
  • Analista Judiciário - Área Judiciária: requer nível superior completo em Direito;
  • Analista Judiciário - Área Judiciária - Oficial de Justiça Avaliador Federal: exige nível superior em Direito;
  • Técnico Judiciário - Área Administrativa: requer nível superior completo em qualquer área de formação acadêmica;
  • Técnico Judiciário - Área Administrativa - Agente da Polícia Judicial: nível superior completo em qualquer área de formação acadêmica e Carteira Nacional de Habilitação (CNH) - no mínimo, categoria "C";
  • Técnico Judiciário - Área Apoio Especializado - Contabilidade: requer nível superior completo em Contabilidade, ou nível superior completo em qualquer área de formação acadêmica, acrescido de Curso Técnico de Contabilidade e registro no órgão de classe competente;
  • Técnico Judiciário - Área Apoio Especializado - Desenvolvimento de Sistemas de Informação: exige nível superior completo em qualquer área de formação acadêmica e habilitação específica em cursos de desenvolvimento de software, que somados apresentem carga horária mínima de 120 horas/aula;
  • Técnico Judiciário - Área Apoio Especializado - Edificações: requer nível superior completo em qualquer área, acrescido de Curso Técnico em Edificações e registro no órgão de classe competente;
  • Técnico Judiciário - Área Apoio Especializado - Enfermagem: exige nível superior completo em Enfermagem, ou nível superior completo em qualquer área de formação acadêmica acrescido de Curso Técnico de Enfermagem e registro no órgão de classe competente;
  • Técnico Judiciário - Área Apoio Especializado - Suporte Técnico: requer nível superior completo em qualquer área de formação acadêmica e habilitação específica em cursos de Tecnologia da Informação em qualquer das seguintes áreas: tecnologias de rede, banco de dados, sistemas operacionais, segurança da informação, tecnologias de colaboração e telecomunicações, que somados apresentem carga horária mínima de 120 horas/aula;
  • Técnico Judiciário - Área Apoio Especializado - Tecnologia da Informação: exige nível superior completo na área de Tecnologia da Informação, ou nível superior em qualquer área de formação, acrescido de curso de pós-graduação em área de Tecnologia da Informação com, no mínimo, 360 horas.

As remunerações ofertadas aos profissionais variam de R$ 8.529,65 a R$ 16.035,69 para trabalhar em jornadas semanais de 40 horas.

Vale salientar que, conforme as vagas forem sendo preenchidas, haverá reserva específica para pessoas com deficiência e candidatos negros ou indígenas.

Concurso TRF 1ª Região: inscrições

As inscrições serão recebidas via internet no período a partir das 16h do dia 19 de junho de 2024 até as 16h do dia 22 de julho de 2024, no site da Fundação Getúlio Vargas.

A taxa de inscrição do concurso TRF 1 custa R$ 90,00 (cargo de Técnico) e R$ 120,00 (cargo de Analista).

Quem pode solicitar isenção da taxa do concurso TRF 1ª Região?

A isenção da taxa do concurso TRF 1 poderá ser concedida aos candidatos incluídos em uma das seguintes situações:

  • Inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico); ou
  • Doadores de medula, mediante solicitação e comprovação.

Confira no edital como solicitar e o prazo para realizar esse pedido.

Etapas do concurso TRF 1ª Região

Concurso TRF 1, Concurso TRF 1ª Região, Concurso Tribunal Regional Federal 1ª Região, cargos do concurso TRF 1ª Região.

Concurso TRF 1: avaliação dos candidatos. Foto: montagem / Pexels - CanvaPRO

Os candidatos do concurso TRF 1ª Região serão avaliados por meio das seguintes etapas/fases:

  • Prova objetiva, fase de caráter eliminatório e classificatório, para todos os cargos;
  • Prova discursiva, fase de caráter eliminatório e classificatório, para todos os cargos;
  • Teste de avaliação física, fase de caráter eliminatório, para os candidatos aos cargos de Inspetor de Polícia Judicial e Agente da Polícia Judicial;
  • Procedimento de heteroidentificação para os candidatos que disputam a reserva de vagas para negros ou indígenas;
  • Perícia médica para aqueles que concorrerem às vagas para candidatos com deficiência.

As provas objetivas e a prova discursiva estão previstas para serem aplicadas no dia 29 de setembro de 2024, nas cidades de:

Provas objetivas do concurso TRF 1ª Região

A prova objetiva do TRF 1ª Região será composta por 80 questões de múltipla escolha, com cinco alternativas cada. Para os candidatos às vagas de Analista Judiciário - Área Administrativa, Técnico Judiciário - Área Administrativa, Analista Judiciário - Área Judiciária, Analista Judiciário - Área Judiciária - especialidade Oficial de Justiça Avaliador Federal elas terão a seguinte composição:

  • 20 questões sobre Língua Portuguesa;
  • 06 questões sobre Raciocínio Lógico e Matemático;
  • 05 questões sobre Noções de Sustentabilidade;
  • 08 questões sobre Noções de Direitos Humanos e Fundamentais e de Acessibilidade;
  • 40 questões sobre Conhecimentos Específicos.

Já os candidatos às demais vagas farão provas compostas da seguinte maneira:

  • 15 questões sobre Língua Portuguesa;
  • 05 questões sobre Raciocínio Lógico e Matemático;
  • 05 questões sobre Noções de Sustentabilidade;
  • 08 questões sobre Noções de Direito Administrativo;
  • 07 questões sobre Noções de Direito Constitucional;
  • 40 questões sobre Conhecimentos Específicos.

Edital TRF 1ª Região

O edital do concurso Tribunal Regional Federal da 1ª Região está disponível na edição desta sexta-feira, 14 de junho de 2024, no site do Diário Oficial da União.

Leia com atenção o documento para saber todos os detalhes do certame. Em breve, o documento será disponibilizado neste endereço eletrônico da banca organizadora FGV - Fundação Getúlio Vargas. Dúvidas devem ser sanadas pelo telefone 0800-283-4628.

Você também pode
gostar

Concursos em sua
cidade