CNH: 4 infrações que geram multas mas não penalizam a habilitação

É importante que os motoristas se atente as novas regras do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), pois nem todas as infrações de trânsito são penalizadas com pontos na CNH.

O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) passou por algumas alterações no ano de 2021. Desse modo, o sistema de aplicação de penalidades passou por algumas modificações quanto a situações específicas.

Com efeito, é fundamental que os condutores se mantenham informados sobre as infrações que, mesmo tendo multas, deixaram de pontuar em sua habilitação.

Pelo Código de Trânsito Brasileiro, as infrações cometidas no trânsito são consideradas como: leve (leva a perda de 3 pontos na CNH); média (leva a perda de 4 pontos na CNH); grave (leva a perda de 5 pontos na CNH); e gravíssima (leva a perda de 7 pontos na CNH).

Já as multas, de acordo com natureza da infração cometida, variam entre: multa leve no valor de R$ 88,38; média no valor de R$ 130,16; grave no valor de R$ 195,23; e gravíssima no valor de R$ 293,47.

Em suma, a perda de pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) existe no Brasil desde o ano de 1997 para penalizar condutores infratores. No entanto, sabendo que atualmente nem todas as infrações são penalizadas dessa maneira, separamos 4 infrações de trânsito que não configuram a perda de pontos na CNH.

1. Trafegar com passageiros sem o cinto de segurança

A partir das novas regras do CTB, caso os passageiros do veículo estejam sem o cinto de segurança, o condutor não será responsabilizado com a perda de pontos. Porém, frente à essa situação, será aplicada a multa grave no valor de R$ 195,32.

2. Dirigir sem portar os documentos obrigatórios

Caso o motorista esteja dirigindo sem os documentos de porte obrigatório que são a CNH e o Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV), esse não perderá pontos na habilitação, mas será multado em R$ 88,38 (multa leve).

3. Alterações na cor ou características do veículo

Os condutores que trafegarem com carros que sofreram modificações em seus características originais e não possuam o registro de alteração aprovado pelo Detran, não perderão pontos na carteira. Porém, irão ser penalizados com a multa grave no valor de R$ 195,23 e terão seu veículo retido para regularização.

4. Ausência de registro do veículo no prazo previsto em lei

O Código de Trânsito Brasileiro (CTB), prevê o prazo de 30 dias após a compra de um veículo para que seja feito o registro de mudança de propriedade.

Dessa forma, caso o condutor não realize este procedimento no prazo, pagará uma multa no valor de R$ 130,16 (multa média) e terá seu veículo retido para regularização, sem a incidência de perda de pontos na CNH.

Como funciona o sistema de pontos na CNH?

No Brasil, as multas de trânsito são classificadas como leve, média, grave ou gravíssima. Desse modo, de acordo com cada infração, é possível saber qual é o valor da multa e a quantidade de pontos adicionados a sua Carteira de Habilitação.

Assim, temos como número máximo permitido 19 pontos em um ano (12 meses). Ao chegar a 20 pontos na carteira de habilitação, o condutor pode ter seu documento suspenso.

Mas vale lembrar que o inciso 5º do artigo 261 do Código de Trânsito Brasileiro afirma que “o condutor que exerce atividade remunerada em veículo, habilitado na categoria C, D ou E, tem a possibilidade de escolher participar de curso preventivo de reciclagem sempre que, no período de 1 (um) ano, atingir 14 (quatorze) pontos”, segundo regulamentação do Contran.

Além disso, quem possui a Permissão Para Dirigir (PPD) também precisa ter atenção redobrada. Pois, para obter a CNH definitiva, é necessário não ter cometido nenhuma infração gravíssima, grave ou ser reincidente em infração média.

Os pontos na CNH se acumulam no prazo de 1 ano, ou seja, possuem validade de 12 meses conforme data de infração. Após este período, os pontos expiram e a contagem recomeça.

Leia também

você pode gostar também

Por que os palitos de pirulito têm um pequeno furinho na ponta?

Sempre fez questão de aprimorar os seus conhecimentos e tem a curiosidade aguçada, concurseiro? Então, descubra para que serve o furinho na ponta dos palitos de pirulito.

Entenda de onde surgiu o “sentido horário” dos relógios

Você já se perguntou por que o relógio gira em sentido horário? Este é um padrão que vem de relógios de sol antigos. Leia e entenda a seguir.

Afinal, qual é a verdadeira diferença entre poema e poesia? Entenda aqui

Apesar de parecerem idênticos, o poema e a poesia possuem algumas diferenças vitais, e que são de conhecimento essencial no mundo literário.

Grampeador tem função “secreta” que muitas pessoas ainda não conhecem

Embora todos nós usemos um grampeador de vez em quando, você provavelmente não conhece este tipo de uso secreto para ele.

15 nomes antigos que voltaram a ser populares no Brasil

Alguns dos nomes retrôs são muito populares hoje em dia no Brasil, sejam femininos ou masculinos. Confira alguns deles abaixo.

Como começar a empreender? Veja 7 dicas para ter um negócio de sucesso

Está querendo começar a empreender em 2023 e pretende alcançar o êxito profissional? Fique por dentro de sete dicas para ter um negócio de sucesso.