Bolsa Família terá extra de R$ 150 para crianças de até 6 anos, diz Lula

Se aprovada, PEC da Transição deverá garantir o valor de R$ 600 para o Bolsa Família, além do extra de R$ 150 para crianças com até seis anos.

O Auxílio Brasil voltará a se chamar Bolsa Família. A afirmação foi feita pelo presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT), em entrevista realizada na última sexta-feira (09/12) no CCBB (Centro Cultural do Banco do Brasil). No mesmo evento, Lula anunciou cinco ministros do novo governo.

Lula também agradeceu os senadores que votaram pela aprovação da PEC da Transição, que libera R$ 145 bilhões para o novo governo, fora do teto de gastos, pelo prazo de dois anos. A medida ainda deverá passar pela Câmara dos Deputados.

Para o presidente eleito, o objetivo da PEC é resolver um problema no orçamento. Além de garantir os R$ 600  do Auxílio Brasil (que voltará a se chamar Bolsa Família), Lula pretende conceder um valor extra de R$ 150 para crianças com até seis anos de idade dentre as famílias contempladas pelo programa.

Auxílio Brasil se chamará Bolsa Família

Apesar da declaração do presidente eleito de que o nome do programa passará a ser Bolsa Família, essa alteração só poderá ser realizada após a criação e aprovação de um projeto de Lei no Congresso.

Para fazer isso, o novo governo precisará editar uma medida provisória para que a lei atual seja revogada ou alterada. Depois, o Congresso Nacional precisará aprovar por maioria simples o novo texto. Ou seja, o presidente Lula iniciará seu mandato administrando o Auxílio Brasil.

O Bolsa Família foi criado em 2004 durante o primeiro Governo Lula e, em 2021, o programa passou por diversas mudanças, entre elas, alteração no nome.

PEC da Transição

A PEC da Transição foi aprovada pelo Senado no primeiro turno com 64 votos a favor e 16 votos contra e, em segundo turno, com 64 votos a favor e 13 votos contra. Agora a PEC será encaminhada para análise da Câmara dos Deputados.

O relator da proposta é o senador Alexandre Silveira (PSD-MG), que destacou que o valor liberado se destina a atender a parcela mais carente da população.

Mas por que foi criada a PEC da Transição?

Essa PEC surgiu pelo fato da proposta orçamentária de 2023 não incluir o atual valor do Auxílio Brasil, que é de R$ 600. Dessa forma, o valor seria reduzido para R$ 400.

Como essa foi uma promessa de campanha de ambos os candidatos que concorreram no segundo turno, foi necessária a criação dessa PEC para elevar um valor fora do teto previsto no orçamento, de forma a garantir o valor que estava sendo pago até então.

Além do mais, a PEC também prevê um benefício extra de R$ 150 para famílias do programa que possuem crianças de até 6 anos de idade. A ideia é que o valor tenha caráter cumulativo.

Leia também

você pode gostar também

Benefício de R$ 1,2 mil é pago para ESTE grupo de trabalhadores

Uma iniciativa do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) garante a um grupo específico de trabalhadores um benefício de R$ 1,2 mil em parcela única. Saiba mais sobre o assunto.

Calendário Bolsa Família de Janeiro: veja todas as datas

O valor médio do Bolsa Família atualmente é de R$ 614,21; veja quem vai receber o pagamento nesta quinta-feira.

Aposentadoria INSS: veja quem terá as parcelas ainda nesta semana

Além da aposentadoria, o INSS também paga auxílio-doença e pensão aos segurados; confira o calendário de janeiro a seguir.

Prova de Vida: INSS terá 10 meses para provar que segurado está vivo

Saiu uma portaria que regulamenta os novos procedimentos necessários para realizar a prova de vida do INSS dos segurados.

Extrato da aposentadoria do INSS já pode ser consultado via app

Benefício recebeu reajuste, consequência da alta do salário mínimo, que passou a vigorar no começo de 2023.

Empresa é obrigada a pagar auxílio-creche para mães? Confira as regras

O auxílio-creche permite que mães tenham um lugar para deixar seus filhos enquanto trabalham. Contudo, muitos não sabem se a empresa é obrigada a pagar o auxílio às mulheres.