Isenção do IPTU pode ser solicitada pelos segurados do INSS; saiba como

Segurados do INSS devem ficar atentos aos requisitos de seu município para solicitar a isenção do IPTU.

O Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) é um imposto voltado às propriedades construídas no meio urbano. Cobrado anualmente, é destinado aos proprietários de casas, prédios e estabelecimentos comerciais em cidades. Apesar do valor cobrado, um grupo específico pode solicitar a isenção do IPTU.

O valor do IPTU é destinado às prefeituras dos municípios e se refere a cada imóvel de um indivíduo. Ou seja: é preciso pagar pelo número de imóveis no nome de alguém. É normal que ele seja pago durante os primeiros meses do ano, em parcelas.

Este imposto é obrigatório, e, em caso de atrasos, sem a abertura de um processo de impugnação, são cobradas multas e juros sobre o valor da parcela atrasada. A falta de pagamento resulta até mesmo na penhora ou leilão da propriedade.

Seja como for, de acordo com a lei, ainda é possível conseguir descontos ou a isenção do pagamento deste valor. Esta é uma possibilidade para aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), caso se enquadrem nos critérios de elegibilidade.

Isenção do IPTU para segurados do INSS

Antes de mais nada, é importante ter em mente que a isenção do IPTU para aposentados e pensionistas do INSS é oferecida de formas diferentes em cada localidade. Assim, cada prefeitura pode determinar regras específicas para conceder este benefício.

Isso significa que uma prefeitura pode até mesmo não conceder a isenção do imposto, dependendo das regras que os interessados devem cumprir para conseguir o desconto ou zerar o valor. Para evitar problemas, é importante buscar contato junto à prefeitura do município de residência, entendendo os requisitos.

No geral, é comum que os beneficiários sejam cobrados critérios como não receber mais que cinco salários mínimos ao mês (R$ 6.060). Igualmente, o imóvel deve estar em seu nome, e o uso para moradia do lugar deve ser comprovado. Além disso, para solicitar a isenção, é essencial que o aposentado ou pensionista não tenha mais de um imóvel registrado em seu nome.

Na prefeitura da cidade de São Paulo, por exemplo, a isenção é destinada aos cidadãos segurados que se enquadrem nestes requisitos a seguir:

  • Ser beneficiário, aposentado ou pensionista de renda mensal vitalícia;
  • Utilizar o imóvel como residência de forma efetiva;
  • Não possuir outro imóvel no município ou em qualquer outro município do país;
  • Ter rendimento mensal que não ultrapasse três salários mínimos;
  • Ter rendimento mensal entre três e cinco salários mínimos durante o exercício a que se refere o pedido, para configurar isenção parcial;
  • Ter o imóvel como patrimônio;
  • Valor venal do imóvel de até R$ 1.507.616 (este total pode variar, visto que é atualizado conforme mudança do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo – IPCA no exercício anterior).

Como solicitar a isenção do IPTU

A solicitação da isenção do pagamento do imposto deve ser feita todos os anos, diretamente com a prefeitura do município de residência. É preciso ter em mãos para dar entrada na solicitação documentos como CPF, RG, cartão do INSS, comprovante de renda atualizado, registro do imóvel e cópia do contrato do imóvel.

Pelo fato da coleta ser de responsabilidade da prefeitura, certas regras exigidas podem mudar. É importante se informar localmente, tanto sobre o que é requisitado quanto sobre o passo a passo da solicitação.

No momento em que o benefício entra em vigor, o segurado deve receber comprovantes de isenção em seu endereço. Também é possível acessar o documento junto da Secretaria da Fazenda do município.

Leia também

você pode gostar também

Saque FGTS: novo grupo começa a receber nesta semana

Calendário 2023 da Caixa segue em andamento para trabalhadores que optarem pela modalidade aniversário. Saiba quem tem direito.

Bolsa Família de janeiro tem último repasse; veja quem recebe R$ 600

Pagamento do benefício do Bolsa Família é finalizado para o mês de janeiro. Cerca de 21,9 milhões de famílias foram contempladas com o valor mínimo de R$ 600.

Lucro FGTS: veja quem tem direito aos valores em 2023

O Lucro FGTS consiste em um repasse anual realizado pelo fundo, através da Caixa Econômica Federal. Porém, nem todos tem direito aos valores em 2023.

BPC pode ser solicitado por representante legal; veja quando

Entenda o que é o Benefício de Prestação Continuada (BPC) e quando ele pode ser solicitado por um representante legal do idoso ou pessoa com deficiência.

Tarifa Social de Energia: veja quem tem direito ao desconto na conta de luz

Medida foi criada para proporcionar descontos na conta de luz de pessoas que se declararam em situação de baixa renda.

Calendário INSS: novo grupo de segurados recebe a parcela de janeiro

Pagamentos do calendário INSS continuam sendo feitos. Milhões de pessoas deverão receber os valores referentes ao mês de janeiro.