Quem precisa atualizar CadÚnico em outubro?

O Ministério da Cidadania convocou cerca de 8 milhões de famílias que estão sem atualizar os dados do CadÚnico há mais de dois anos.

Brasileiros convocados pelo Ministério da Cidadania (MC) para atualizar o CadÚnico têm até o dia 14 de outubro para fazer o procedimento. O prazo é para aqueles que precisam passar pela revisão cadastral. De acordo com a pasta, os processos foram iniciados em fevereiro deste ano.

Ao todo, 8 milhões de famílias foram chamadas para dois tipos de atualização: revisão e averiguação cadastral. Esse segundo formato era para quem tinha informações erradas ou inconsistentes quando feito o cruzamento com outras bases de dados. O período para realizar o procedimento acabou no dia 12 de agosto.

Quem precisa atualizar o CadÚnico até outubro?

atualizar cadúnico, calendário cadúnico, atualização cadastral cadúnico
Foto: montagem / Pixabay – Canva PRO.

Conforme informado anteriormente, as famílias convocadas para a revisão cadastral precisam confirmar ou alterar os dados do cadastro. Segundo o Ministério da Cidadania, a notificação foi enviada aos inscritos no CadÚnico que fizeram sua última atualização entre os anos de 2016 e 2017.

Ou seja, famílias que estão “há mais de dois anos sem nenhuma alteração ou apresente dados novos na renda, situação de trabalho, endereço ou composição familiar”, disse a pasta. Pelas regras da base de dados, é necessário atualizar as informações, pelo menos, uma vez a cada dois anos.

No entanto, muitas pessoas deixaram de atualizar o CadÚnico durante a pandemia de COVID-19 por ser um procedimento presencial. Agora, o MC resolveu retomar a revisão cadastral, que seria encerrada no dia 15 de julho, mas foi prorrogada até 14 de outubro por meio de Instrução Normativa.

Por que atualizar os dados do CadÚnico?

O MC explicou que, atualizar os dados regularmente, permite “assegurar a qualidade dos dados e garantir que as informações registradas na base do Cadastro Único estejam sempre de acordo com a realidade das famílias”. A partir disso, o Ministério consegue evitar fraudes e pagamentos indevidos, verificando quem é elegível para benefícios como:

“A falta de atualização dos dados do Cadastro Único pode levar à suspensão do benefício e posterior cancelamento. Se os registros não forem regularizados, as famílias podem ser excluídas do Cadastro Único a partir de julho de 2023”, alertou a pasta.

Como eu posso atualizar o CadÚnico?

Antes de mais nada, é necessário verificar se você está incluído no grupo de pessoas que precisam fazer a revisão cadastral. Para isso, basta fazer uma pesquisa no portal do Cadastro Único por meio de CPF e senha cadastrados no Gov.BR. No seu perfil, irá aparecer um aviso informando a necessidade de atualizar os dados do CadÚnico.

Nesse caso, você deve ir até um Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) e apresentar os comprovantes de informação da família. São aceitos:

  • Título de Eleitor ou CPF do Responsável Familiar (pessoa que fez a inscrição da família);
  • Documentos de identificação dos demais membros (Certidão de Nascimento, Certidão de Casamento, CPF, RG, Carteira de Trabalho ou Título de Eleitor);
  • Comprovante de renda (a base de dados aceita famílias que recebem até três salários mínimos mensais no total ou até meio salário mínimo por pessoa).

Um servidor irá corrigir as informações do seu cadastro e você poderá pedir o comprovante de que a atualização foi feita. Vale ressaltar que quem fez a última atualização do CadÚnico entre 2018 e 2019 será convocado no próximo ano.

Leia também

você pode gostar também

Calendário do INSS: aposentadoria é depositada para mais um grupo

Nesta sexta-feira, o INSS também paga o benefício a pensionistas e a trabalhadores que recebem o auxílio-doença; veja o calendário de janeiro.

Como saber quanto vou receber de Abono PIS/Pasep? Saiba calcular

Com a chegada de 2023, muitos trabalhadores passam a aguardar pela liberação dos valores do abono PIS/Pasep. Saber quanto irá receber é essencial para se organizar durante os envios.

Desempregados podem ter acesso a transporte público gratuito

Projeto de Lei está tramitando na Câmara dos Deputados. Caso seja aprovado, população de baixa renda e desempregados podem ter acesso a transporte público gratuito.

CadÚnico dá direito à isenção em concurso público? Entenda as regras

Pagar a taxa de inscrição para participar de concursos públicos pode desestruturar as finanças de muitas pessoas; veja se o cadastro no banco de dados do governo ajuda.

Auxílio Gás terá sua primeira parcela de 2023 em fevereiro; confira o valor

O pagamento do Auxílio Gás, benefício destinado às famílias de baixa renda, ocorre a cada dois meses. A primeira parcela deste ano será paga em fevereiro.

Benefício de R$ 1,2 mil é pago para ESTE grupo de trabalhadores

Uma iniciativa do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) garante a um grupo específico de trabalhadores um benefício de R$ 1,2 mil em parcela única. Saiba mais sobre o assunto.