Calendário Auxílio Brasil: 5 saques ainda serão liberados neste mês; veja as datas

O Auxílio Brasil ainda possui 5 saques para o mês de setembro. Confira como realizar a consulta do benefício.

A Caixa Econômica Federal está liberando a segunda parcela do Auxílio Brasil com o valor mínimo de R$ 600, que vigorará até dezembro, segundo emenda constitucional promulgada em julho pelo Congresso Nacional. Neste mês, 5 saques do Auxílio Brasil ainda serão realizados. Depois de incluir mais 450 mil famílias no programa, o número de beneficiários chegou a 20,65 milhões.

Leia também

O Auxílio Brasil foi implementado no país em novembro de 2021, em substituição ao Bolsa Família e, ao longo dos últimos 11 meses, já adicionou mais de 7,5 milhões de famílias.

É importante que todos os cadastrados mantenham seus dados sempre atualizados. Neste ano, o governo federal chegou a convocar famílias com problemas nos cadastros para realizar a atualização das informações do CadÚnico. Caso inconsistências sejam identificadas, o benefício pode ser cortado.

Calendário Auxílio Brasil de R$ 600: confira as próximas datas

Calendário Auxílio Brasil
Calendário Auxílio Brasil. Foto: Divulgação/Ministério da Cidadania

Para o mês de setembro, mais de 20 milhões de famílias foram contempladas por parcelas liberadas de maneira gradual, conforme o Número de Identificação Social.

Já foram beneficiados os cidadãos com NIS final 1, 2, 3, 4 e 5. Os demais pagamentos serão realizados da seguinte maneira:

  • Beneficiário com NIS final 6: será liberado no dia 26 de setembro de 2022;
  • Beneficiário com NIS final 7: será liberado no dia 27 de setembro de 2022;
  • Beneficiário com NIS final 8: será liberado no dia 28 de setembro de 2022;
  • Beneficiário com NIS final 9: será liberado no dia 29 de setembro de 2022;
  • Beneficiário com NIS final 0: será liberado no dia 30 de setembro de 2022.

Famílias que querem saber se serão contempladas pelo Auxílio Brasil em setembro podem realizar as consultas por meio das seguintes plataformas:

  • Central de atendimento junto ao Ministério da Cidadania, ligando para 121;
  • Central de atendimento na Caixa Econômica Federal, ligandi para 111;
  • Aplicativo Caixa Tem;
  • Aplicativo Auxílio Brasil.

Seja qual for a sua escolha, será preciso informar o número do seu CPF para conseguir acessar os dados. Antes de liberar os pagamentos, o Ministério da Cidadania faz uma reanálise dos cadastros para verificar se os beneficiários ainda cumprem os requisitos.

Quem tem direito ao Auxílio Brasil?

Os pagamentos do programa são realizados segundo o dígito final do Número de Identificação Social (NIS). Seguindo essa lógica, a nova rodada do Auxílio Brasil de R$ 600 será paga para aqueles que possuem NIS final 6. Os cidadãos precisam ter inscrição atualizada no CadÚnico e viver em situação de:

  • Extrema pobreza: que corresponde a uma renda mensal de até R$ 105 per capita; ou
  • Pobreza: que corresponde a uma renda mensal entre R$ 105,01 até R$ 210 per capita;
  • Regra de emancipação: que corresponde a uma renda familiar mensal de, no mínimo, R$ 252 por pessoa.

De toda maneira, para entrar no grupo de contemplados, é necessário ter os dados atualizados na base de informações do governo, o Cadastro Único (CadÚnico), nos últimos 24 meses. Também é importante não ter informações divergentes entre as declaradas no cadastro e quaisquer outras bases de dados federais.

Todo processo de seleção após a entrada no CadÚnico será realizada de maneira automática. É considerada a estimativa de pobreza, quantas famílias são atendidas em cada município e o limite orçamentário anual do programa. O pagamento é feito por meio de contas como a Poupança Social Digital e a Conta Corrente de Depósito à vista.

Leia também


você pode gostar também

Auxílio Brasil dobrado em dezembro: veja quem pode receber até R$ 1,2 mil

Auxílio Brasil dobrado em dezembro é uma possibilidade para pessoas que cumprirem regras específicas do programa.

BPC bloqueado ou suspenso? Saiba como reativar o benefício de R$ 1,2 mil

Falta de atualização cadastral é um dos principais motivos para o bloqueio do benefício, pago a um grupo específico de contribuintes previdenciários.

Aposentadoria: saiba quem tem direito ao adicional de 25% no valor

Alguns aposentados do INSS têm direito a receber um adicional de 25% no valor de seus benefícios mensais. Veja como funciona essa regra.

BPC: saiba se o benefício pode ser acumulado com aposentadoria

Por ter natureza assistencial, o BPC gera algumas dúvidas em seus beneficiários. Uma delas é se o benefício pode ser acumulado com aposentadoria. Se você também tem essa dúvida, confira neste texto a resposta.

Minha Casa Minha Vida: comissão aprova projeto para renegociação de dívidas

O objetivo do projeto é oferecer aos beneficiários a oportunidade de regularizar sua situação com descontos sobre multas e juros moratórios. Descubra neste texto o que falta para o projeto virar lei.

Salário-Maternidade Urbano do INSS: veja regras oficiais e como solicitar

Benefício é cedido a pessoas que precisam se afastar do trabalho ao completarem uma gestação e em outras situações como adoção, por exemplo.