14º salário INSS: qual é o status atual do abono extra? Veja atualizações

Projeto que cria o pagamento do 14º salário INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) está em andamento. Confira as últimas movimentações.

Projeto de lei que cria o 14° salário do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) teve movimentação recentemente e pode ser avaliado por comissão especial na Câmara dos Deputados.

Caso o texto seja aprovado e sancionado, deverá pagar, no mínimo, um salário mínimo aos beneficiários, incluindo quem recebe valores acima do piso.

Importante lembrar que o 13º salário foi pago aos beneficiários do INSS de maneira antecipada neste ano, entre os meses de abril e junho. Dessa forma, em razão da alta inflação registrada neste ano, o abono extra seria uma maneira de compensar os segurados.

14º salário do INSS: status atual do abono extra

O deputado Ricardo Silva, relator do projeto, pediu instalação imediata de comissão especial para realizar a análise do texto. O Projeto de Lei (PL) nº 4367/2020, de autoria de Pompeo de Mattos – PDT/RS, tem objetivo de disponibilizar, pelo período de dois anos, pagamentos de abono extra, o 14º salário do INSS.

Para o autor do projeto, apenas a antecipação do 13º salário não é suficiente para diminuir os problemas financeiros dos segurados (aposentados e pensionistas), que muitas das vezes são a renda principal da casa, advindos da alta inflação do país.

É importante salientar que o projeto já teve aprovação junto à Comissão de Seguridade Social e Família, também na Comissão de Finanças e Tributação junto e Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Apesar da aprovação junto às três comissões, um acordo foi firmado entre os parlamentares para que mais debates fossem realizados antes de aprovarem o texto em sua totalidade. A preocupação é no sentido de garantir que impactos fiscais não sejam registrados.

Com esse objetivo, uma comissão temporária será criada apenas para analisar esses impactos no Congresso Nacional. No mês de agosto, o relator, deputado federal Ricardo Silva, pediu celeridade na instalação da respectiva comissão especial.

A urgência se deve, segundo o parlamentar, em razão da situação econômica no país e os altos preços dos produtos. Para liberar o abono será necessário o sinal verde na Câmara dos Deputados, validação do Senado Federal e, por fim, da sanção do presidente.

Quem pode receber o 14º salário do INSS?

14º salário INSS em 2022, 14º salário INSS
Foto: montagem / Pexels – Canva PRO

De acordo com o projeto de lei, o 14º salário do INSS (abono extra) poderá ser liberado ao longo de dois anos, com um pagamento por vez. Como o valor atual do salário é de R$ 1.212, o benefício total poderá ser de R$ 2,4 mil, em média. Dessa maneira, mesmo os que recebem valores acima do piso também vão receber um salário mínimo.

Conforme o projeto que estabelece o abono extra, os pagamentos dos recursos serão destinados apenas para aposentados e pensionistas do INSS. Dessa maneira, os inscritos em benefícios assistenciais, como Benefício de Prestação Continuada (BPC), não vão receber os pagamentos, já que normalmente não têm direito ao 13º salário.

O 14º salário do INSS (abono extra), será destinado apenas os segurados que recebem os seguintes benefícios:

  • Aposentadoria;
  • Auxílio-doença;
  • Auxílio-acidente;
  • Auxílio-reclusão;
  • Pensão por morte.

Leia também


você pode gostar também

CadÚnico tem direito ao Kit Antena Digital; saiba com obter o equipamento

O Kit Antena Digital é um direito de todas as famílias cadastradas no CadÚnico, que tenham uma antena parabólica da versão antiga.

BPC: qual é o período máximo para análise e concessão de R$ 1,2 MIL?

O período máximo para análise e concessão dos pagamentos mensais do BPC por parte do INSS foi atualizado em junho deste ano, a partir do acordo feito com o STF.

Trabalhou entre 1971 e 1988? Bolada do PIS/Pasep está disponível para saque

De acordo com a Caixa Econômica Federal, a bolada do PIS/Pasep totaliza R$ 24,6 bilhões em recursos destinados para quem trabalhou entre 1971 e 1988.

Saque FGTS é liberado para 18 cidades; valor máximo é de R$ 6,2 MIL

A Caixa vai liberar o saque do FGTS por calamidade nas regiões atingidas por desastres ambientais. Confira os critérios de saque.

Auxilio Brasil é pago para novo grupo; veja calendário completo

Esta é a segunda parcela com o valor mínimo de R$ 600, que vigorará até dezembro, conforme emenda constitucional promulgada em julho pelo Congresso Nacional.

13º salário do INSS: veja calendário da cota única que será paga em 2022

A parcela única do 13º salário do INSS é paga a todos os segurados que, neste ano, receberam o auxílio por motivos específicos.