Casa Verde e Amarela: com novas regras, saiba como participar do programa

As novas regras permitem a inclusão de mais famílias brasileiras, além de facilitar as condições para as construtoras entregarem os projetos.

Programa Casa Verde e Amarela (CVA) é um auxílio concedido à população majoritariamente de baixa renda. Por meio dele, esse grupo consegue adquirir uma casa própria. Além de produzir o máximo de moradias subsidiadas possíveis, e de oferecer financiamento habitacional, o programa também se baseia na locação social e melhoria habitacional.

É importante destacar que o Casa Verde e Amarela foi criado para substituir o antigo programa Minha Casa, Minha Vida. Quem fazia parte do outro programa continua com o seu acordo, prazos e juros. A Caixa Econômica Federal era quem organizava o Minha Casa, Minha Vida e segue responsável por realizar os trâmites do Casa Verde e Amarela.

Programa Casa Verde e Amarela: novas regras

Casa Verde e Amarela terá subsídio de até 21,4%; veja as novas regras, Casa Verde e Amarela, Casa Verde e Amarela quem pode participar
Foto: montagem / Pexels – Canva PRO.

Dentre as novidades que passaram a valer a partir das novas regras, o Governo Federal definiu um subsídio para financiamento de imóveis do programa para as famílias de baixa renda.

Com a ampliação, o percentual chega a 21,4% conforme a região, renda familiar e população do município, segundo informações do Ministério do Desenvolvimento Regional. A expectativa é facilitar a compra da casa própria pelos brasileiros, ampliando o número de moradias entregues.

A medida entrou em vigor em junho, com validade até o último dia do ano. O Governo tem expectativa que haverá contratação de mais 400 mil unidades até o encerramento do subsídio.

Além disso, o governo passou para os municípios a responsabilidade por realizar o cadastro dos cidadãos. Assim, os beneficiários precisam estar em alguma situação de carência habitacional:

  • Adensamento excessivo;
  • Aluguel social provisório;
  • Habitação precária;
  • Situação de rua;
  • Coabitação;
  • Ônus excessivo do aluguel.

Na seleção, haverá prioridade para mulheres responsáveis pelo lar, Pessoas com Deficiência (PcD), idosos e famílias que possuem crianças ou adolescentes. Quem estiver em situação de vulnerabilidade social e econômica terá alguma vantagem.

Aumento da renda familiar

Os participantes são divididos por meio de cinco grupos distintos, conforme a renda familiar. Confira quais são as condições e taxas para moradias em áreas urbanas:

  • Renda familiar de R$ 2.400,00: juros de 4,75% ao ano (cotista do FGTS terá taxa de 4,25% ao ano);
  • Renda familiar entre R$ 2.400,01 e R$ 3.000,00: juros de 5,25% ao ano (cotista do FGTS terá taxa de 4,75% ao ano);
  • Renda familiar entre R$ 3.000,01 e R$ 3.700,00: juros de 6% ao ano (cotista do FGTS terá taxa de 5,50% ao ano);
  • Renda familiar entre R$ 3.700,01 e R$ 4.400,00: juros de 7% ao ano (cotista do FGTS terá taxa de 6,50% ao ano);
  • Renda familiar entre R$ 4.400,01 e R$ 8.000,00: juros de 7,66% ao ano (cotista do FGTS terá taxa de 7,16% ao ano).

O programa Casa Verde e Amarela oferece ainda descontos de até R$ 47,5 mil, conforme a região onde o imóvel está, fatores sociais e a capacidade de pagamento do beneficiário. Assim, o financiamento pode ser realizado por até 30 anos.

Casa Verde e Amarela: como participar do programa?

A contratação pode ser realizada de maneira individual ou por meio da construtora. Os documentos pessoais e do imóvel devem ser entregues em uma agência da Caixa Econômica Federal ou Correspondente Caixa Aqui.

Em seguida, o representante da Caixa vai avaliar a situação e determinar se a pessoa tem direito ao programa. Caso haja dúvidas, a Caixa possui um site dedicado ao Casa Verde e Amarela.

Além disso, dúvidas podem ser sanadas em qualquer agência do banco ou nos representantes oficiais.

Leia também


você pode gostar também

É aposentado e ainda trabalha? Você poderá sacar o FGTS mensalmente

As regras do FGTS autorizam pessoas aposentadas que continuam trabalhando a sacar o FGTS mensalmente em situação específica.

Caixa LIBERA saques de até R$ 6,2 MIL; veja quem tem direito em 2022

O saque calamidade é disponibilizado aos trabalhadores que tenham suas residências atingidas por desastres naturais.

Auxílio Gás já tem VALOR previsto para outubro; veja estimativa

O Auxílio Gás varia conforme o preço médio do botijão de gás de cozinha muda no mercado. O repasse de outubro já tem datas e valor previsto.

Calendário INSS: nova rodada de R$ 1,2 MIL é liberada HOJE; veja quem recebe

A partir desta terça-feira, uma nova rodada de R$ 1,2 mil do calendário INSS é liberada para os beneficiários que recebem até um salário mínimo e estão em dia com o instituto.

Empréstimo Auxílio Brasil será liberado NESTA semana; veja regras oficiais

Portaria regulamenta o empréstimo consignado do Auxílio Brasil, com número máximo de parcelas em 24 e taxa de juros de até 3,5% ao mês.

Seu benefício do INSS pode ser CORTADO em 2022? Veja regras do pente-fino

Algumas pessoas devem ser convocadas a passar por um novo pente-fino do INSS que irá verificar quem ainda tem direito ao benefício.