CadÚnico: como atualizar dados para obter as parcelas do Auxílio Brasil?

A atualização poderá ser feita de forma voluntária ou mandatória pelo Representante Familiar, presencialmente nos postos do CRAS ou do Cadastro Único nas prefeituras.

O Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal é uma base de dados que permite o acompanhamento das famílias brasileiras em situação de vulnerabilidade social, assim como a inclusão em programas e benefícios sociais.

continua depois da publicidade

Neste sentido, atende o Benefício de Prestação Continuada, Tarifa Social de Energia Elétrica, Auxílio Brasil e outros. Porém, a inscrição não representa inclusão imediata nesses programas, pois cada um possui critérios específicos de cadastro para novos beneficiários.

No entanto, o cadastro regular e atualizado garante a elegibilidade para solicitação da inscrição. Confira a seguir como atualizar os seus dados para obter pagamentos do Auxílio Brasil.

Como atualizar os dados no CadÚnico?

Leia também

Em primeiro lugar, podem se inscrever nessa plataforma todas as famílias cuja renda mensal per capita é de até meio salário mínimo, mas também as famílias cuja renda mensal total seja de até três salários mínimos. Caso a renda seja maior, a inscrição será realizada somente em caso de vínculo com programas sociais nas três esferas do governo.

Porém, há ainda inclusão de pessoas que moram sozinhas, constituindo as famílias unipessoais, e também as pessoas que estão em situação de rua, tanto sozinhas quanto com as suas famílias. Em todos os casos, a inscrição representa um compromisso da família em atualizar os dados a cada dois anos.

Há também a necessidade de atualizar as informações sempre que houverem mudanças no quadro familiar, como nascimentos, mortes, casamentos ou qualquer alteração na situação de renda dos membros.

Nestes casos, o Representante Familiar deve buscar espontaneamente um Centro de Referência da Assistência Social na região ou um posto de atendimento do Cadastro Único vinculado à prefeitura para efetuar a atualização.

Em algumas situações, o poder público também poderá convocar as famílias para realizar a atualização, através de cartas ou telefonemas, mas também nos extratos de pagamentos de benefícios.

Através da atualização, o Governo Federal e o Ministério da Cidadania conseguem realizar o acompanhamento das famílias e compreender as necessidades dos brasileiros, efetuando inclusão em programas sociais.

Além disso, as informações cadastradas são essenciais para os processos de comunicação com as famílias, pois é através destes dados que são enviados os comunicados oficiais. Em relação aos pagamentos, a Caixa Econômica Federal também utiliza essas informações para efetuar os depósitos automáticos.

Anualmente, há a realização de um procedimento de segurança chamado de revisão cadastral, quando o Governo Federal convoca as famílias com informações desatualizadas para rever os cadastros. Neste caso, existe o risco de suspensão dos pagamentos e da inscrição em benefícios caso não haja a atualização corretamente.

Em última instância, as famílias que estão há mais de 4 anos sem atualizar as informações poderão ser excluídas do Cadastro Único.

Leia também

Concursos em sua
cidade