Abono duplo do PIS/Pasep de até R$ 2,3 mil: veja regras e quem recebe

Abono duplo do PIS/Pasep pode garantir ao trabalhador saque de até R$ 2.312. Confira as regras e quem recebe.

Alguns trabalhadores podem ter direito ao saque de abono duplo do PIS/Pasep de até R$ 2,3 mil. Estão em andamento as retiradas dos benefícios com base nos anos de 2019 e 2020. Por isso, caso tenha trabalhado de carteira assinada nesses anos, poderá acessar os valores.

Esse é um benefício garantido ao trabalhador, destinado aqueles que preencham os requisitos definidos por lei, equivalente ao valor máximo de um salário mínimo, e pago de acordo com calendário da CODEFAT.

Os repasses do PIS devem ser realizados junto à Caixa Econômica Federal e o Pasep é de responsabilidade do Banco do Brasil.

continua depois da publicidade

Abono duplo do PIS/Pasep de até R$ 2,3 mil

Para receber os valores do período trabalhado, o beneficiário precisa ter atuado no ano-base correspondente e ainda não ter feito o saque dos valores. Os requisitos para ter acesso ao abono do PIS/Pasep, são:

  • Registro junto à RAIS ou no e-Social;
  • Inscrição no PIS ou Pasep há, no mínimo, 5 anos;
  • Aqueles que exerceram atividade remunerada para Pessoas Jurídicas por pelo menos 30 dias durante o ano-base;
  • Ter recebido mensalmente até dois salários mínimos no ano-base.

Quem trabalhou em todos os meses de 2019 e 2020, por exemplo, pode receber o valor de R$ 2,3 mil, desde que atenda aos requisitos do abono salarial PIS/Pasep. Saiba mais sobre os repasses logo abaixo.

Abono salarial do ano-base de 2020: até R$ 1,2 mil

Para trabalhadores da iniciativa privada, que recebem o PIS, a consulta deve ser realizada pelo número 158 ou pelo aplicativo da Carteira de Trabalho Digital (disponível nas versões Android e iOS). O valor será de até R$ 1.212.

O acesso é pelo CPF e senha cadastrada no portal gov.br. Caso ainda não possua esta senha, pode realizar o cadastro clicando aqui. Depois, selecione “Benefícios” e, em seguida, “Abono Salarial”.

A situação do benefício e a data de pagamento poderão ser consultados nos aplicativos Caixa Trabalhador, disponível nas versões Android e iOS, e Caixa Tem, disponível nas versões Android e iOS.

Já os servidores públicos, que recebem o Pasep, poderão consultar os valores no site do Banco do Brasil, ou ligando na Central de Atendimento (4004-0001 para capitais e regiões metropolitanas ou 0800 729 0001 para demais cidades).

O abono PIS/Pasep, com ano-base de 2020, foi pago entre os dias 08 de fevereiro e 31 de março de 2022.

Abono atrasado do ano-base de 2019: até R$ 1,1 mil

Aqueles que não sacaram na época e quiserem resgatar os valores do ano-base de 2019, por sua vez, têm que comparecer presencialmente nas unidades do MTP regionais. No local, é necessário solicitar um recurso administrativo e apresentar um documento de identidade.

Contudo, há outras formar de solicitar o saque do abono PIS/Pasep atrasado sem sair de casa:

  1. Entrando em contato com a central Alô Trabalhador, no número 158;
  2. Enviando e-mail para o órgão do seu estado trabalho.uf@economia.gov.br (troque “uf” pela sigla do seu estado);
  3. Faça solicitação pela Carteira de Trabalho Digital (disponível para Android e iOS).

Os valores resgatados com base nesse ano-base podem ser de até R$ 1.100, dependendo dos meses trabalhados na época.

Leia também

você pode gostar também