CadÚnico: como saber se já estou inscrito na base de dados?

Estar inscrito no CadÚnico requer a comprovação de pertencer a uma família de baixa renda. Esse programa dá acesso a vários benefícios para pessoas em condição de vulnerabilidade social.

O governo possui uma série de benefícios para pessoas em situação de vulnerabilidade social. Normalmente, um dos critérios para receber os pagamentos é estar inscrito no CadÚnico. Esse cadastro possui uma base de dados com as informações das famílias de baixa renda a nível nacional.

O Cadastro Único também é norma para concessão de isenção de taxa em concursos públicos e tarifa social da energia elétrica, por exemplo. Entre os programas disponíveis para os registrados estão o Casa Verde e Amarela e o Bolsa Família.

Como conferir se estou inscrito no CadÚnico

É possível verificar se você está cadastrado de três formas: pelo site do governo federal, por ligação gratuita (0800 707 2003) ou por aplicativo disponível na Play Store e na Apple Store.

Para saber se você está inscrito no CadÚnico pela internet (app ou site) e emitir a certidão, você deve informar:

  • Nome completo;
  • Data de nascimento;
  • Nome da mãe;
  • Estado e Município onde reside.

Quais os requisitos do CadÚnico

Para entrar na base de dados e se tornar inscrito no CadÚnico, é necessário ter:

  • Renda mensal por pessoa de até meio salário mínimo R$ 522,50 (metade do salário mínimo);
  • Renda mensal familiar total de até três salários R$ 3.135,00 (três vezes o salário mínimo).

Caso a renda seja superior a essas, é necessário que estejam vinculadas ou pleiteando algum benefício que use o Cadastro. O programa é operacionalizado pelas Prefeituras que atualizam os registros. A partir deles é possível pleitear:

  • Tarifa Social de Energia Elétrica;
  • Programa Bolsa Família;
  • Programa Casa Verde e Amarela;
  • Aposentadoria para pessoa de baixa renda;
  • Carteira do Idoso;
  • Programa Brasil Carinhoso;
  • Programa de Cisternas;
  • Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI);
  • Programa de Fomento às Atividades Produtivas Rurais;
  • Carta Social;
  • Passe Livre para pessoas com deficiência;
  • Telefone Popular; dentre outros.

Leia também

você pode gostar também

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Ler mais