Calendário Bolsa Família 2021: confira os pagamentos que ainda serão feitos

Calendário do Bolsa Família: Confira todas as datas de pagamentos que ainda serão feitos em 2021. Dinheiro é repassado pela Caixa.

O governo federal já divulgou o Calendário do Bolsa Família 2021 com todas as datas de repasse do programa. Os beneficiários recebem os valores conforme o último dígito do Número de Identificação Social (NIS). Que tal ver quando o dinheiro cairá na sua conta?

Vale lembrar que os repasses do Bolsa Família são executados pela Caixa Econômica Federal e são depositados em contas sociais digitais gratuitas. Inicialmente, o dinheiro pode ser movimentado pelo aplicativo Caixa Tem. Confira a seguir os pagamentos que ainda serão feitos:

Calendário Bolsa Família 2021 setembro

Número final do NISDatas de pagamento
NIS 117 de setembro de 2021
NIS 220 de setembro de 2021
NIS 321 de setembro de 2021
NIS 422 de setembro de 2021
NIS 523 de setembro de 2021
NIS 624 de setembro de 2021
NIS 727 de setembro de 2021
NIS 828 de setembro de 2021
NIS 929 de setembro de 2021
NIS 030 de setembro de 2021

Calendário Bolsa Família 2021 outubro

Número final do NISDatas de pagamento
NIS 118 de outubro de 2021
NIS 219 de outubro de 2021
NIS 320 de outubro de 2021
NIS 421 de outubro de 2021
NIS 522 de outubro de 2021
NIS 625 de outubro de 2021
NIS 726 de outubro de 2021
NIS 827 de outubro de 2021
NIS 928 de outubro de 2021
NIS 029 de outubro de 2021

Calendário Bolsa Família 2021 novembro

Número final do NISDatas de pagamento
NIS 117 de novembro de 2021
NIS 218 de novembro de 2021
NIS 319 de novembro de 2021
NIS 422 de novembro de 2021
NIS 523 de novembro de 2021
NIS 624 de novembro de 2021
NIS 725 de novembro de 2021
NIS 826 de novembro de 2021
NIS 929 de novembro de 2021
NIS 030 de novembro de 2021

Calendário Bolsa Família 2021 dezembro

Número final do NISDatas de pagamento
NIS 110 de dezembro de 2021
NIS 213 de dezembro de 2021
NIS 314 de dezembro de 2021
NIS 415 de dezembro de 2021
NIS 516 de dezembro de 2021
NIS 617 de dezembro de 2021
NIS 720 de dezembro de 2021
NIS 821 de dezembro de 2021
NIS 922 de dezembro de 2021
NIS 023 de dezembro de 2021
calendário bolsa família, bolsa familia
Calendário bolsa família 2021. Foto: Divulgação Caixa

Novo Bolsa Família a caminho

Em agosto, o presidente Jair Bolsonaro entregou à Câmara uma proposta que cria o Novo Bolsa Família. Por meio de uma Medida Provisória, caso aprovada, o benefício passará a ser denominado de Auxílio Brasil e deverá aumentar os valores dos repasses e a quantidade de beneficiários.

Embora a proposta tenha sido entregue, o governo ainda não definiu os valores. Bolsonaro havia indicado anteriormente que os repasses seriam de R$ 300, porém houve uma mudança de ideia e agora o presidente quer que os pagamentos sejam de R$ 400. O Ministério da Economia vem trabalhando para encontrar recursos no apertado orçamento de 2022.

Leia também

você pode gostar também

Auxílio Brasil suspenso: veja quem pode ser afetado nesta sexta (12)

Auxílio Brasil pode ser suspenso a partir de setembro para quem não atualizar o CadÚnico.

Benefício Primeira Infância, do Auxílio Brasil, pode ter novas regras em 2022

Projeto de lei pretende aumentar o público atendido pelo Benefício Primeira Infância, que faz parte dos repasses complementares do Auxílio Brasil.

Benefícios do INSS vão mudar: veja novas regras aprovadas no Senado

Medida aprovada no Senado Federal visa reduzir o tempo de espera para recebimento de benefícios do INSS.

Quem pode acumular Auxílio Brasil de R$ 600 e Auxílio Gás de R$ 110?

É possível acumular Auxílio Brasil e Auxílio Gás, mas os inscritos precisam se atentar aos diferentes critérios de elegibilidade e priorização.

Saque FGTS: 2 lotes estão disponíveis em agosto; valor pode superar R$ 4,9 mil

Saque duplo do FGTS pode oferecer valores de até R$ 4,9 MIL para grupo específico de beneficiários. Confira se tem direito.

CadÚnico: veja quem precisa atualizar cadastro até HOJE (12)

O Ministério da Cidadania retomou os procedimentos de revisão e averiguação cadastral após dois anos consecutivos de suspensão por conta da pandemia da COVID-19.