Salário mínimo 2022 já está valendo; veja o valor definido pelo governo

Mais uma vez, o reajuste do salário mínimo não terá ganho real, sendo feito apenas com base na inflação.

Em medida provisória de nº 1.091, o governo federal definiu o valor do salário mínimo para o ano de 2022. O documento foi assinado pelo presidente Jair Bolsonaro e, assim, a mudança passou a valer em 1º de janeiro. A alta será de R$ 112,00, considerando o salário mínimo de 2021.

Leia também

Isso significa que o governo federal fechou o piso em R$ 1.212,00, ficando acima do que estava previsto no Orçamento. Lembrando que o primeiro valor proposto foi de R$ 1.169,00 ainda no primeiro semestre de 2021. No entanto, a inflação continuou crescendo na segunda metade do ano.

Os preços dos alimentos, combustíveis e contas de casa influenciaram no cálculo. Em linhas gerais, o objetivo da alteração no pagamento é manter o poder de compra. A correção leva em consideração o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que ficou pouco acima dos 10%.

Mais uma vez, o reajuste do salário mínimo não terá ganho real, sendo feito apenas com base na inflação.

Salário mínimo em 2022: linhas gerais

A previsão que constava no Orçamento 2022 era de R$ 1.210,00. Ou seja, R$ 2,00 abaixo da nova proposta do governo federal. O salário mínimo de R$ 1.212,00 foi publicado no Diário Oficial da União desta sexta-feira, dia 31/12, por meio de medida provisória.

“A partir de 1º de janeiro de 2022, o salário mínimo será de R$ 1.212,00 (mil e duzentos e doze reais). (…) Em decorrência do disposto no caput, o valor diário do salário mínimo corresponderá a R$ 40,40 (quarenta reais e quarenta centavos) e o valor horário, a R$ 5,51 (cinco reais e cinquenta e um centavos)”, informa a MP do governo.

O texto começou a vigorar no momento da divulgação. Entretanto, a MP deverá ser aprovada pelo Congresso para continuar valendo. Vale ressaltar que o INPC de 2021 só será fechado pelo IBGE até meados de 12 de janeiro de 2022.

Feito isso, serão atualizados os benefícios do INSS, inclusive o teto para os segurados. Com base na Agência O Globo, se houver defasagem entre o reajuste do salário mínimo e o índice de inflação, a correção será feita no piso salarial de 2023.

Leia também

você pode gostar também

Quais documentos serão unificados com o novo RG em 2022?

A legislação que prevê as atualizações no novo RG pretende unificar as informações dos brasileiros, mas também integrar outros documentos na sua versão física ou digital.

Afinal, pode ter concurso em ano eleitoral? Veja mitos e verdades

Apesar do que se pensa popularmente, a execução de concursos públicos e a nomeação dos candidatos pode acontecer em ano eleitoral, dentro de parâmetros específicos na lei.

Emissão do novo RG será gratuita para todos? Veja regras do governo

O documento já começou a ser emitido no Rio Grande do Sul, e neste mês, será oferecido ao Distrito Federal, Minas Gerais, Acre, Paraná e Goiás.

Não recebeu a restituição do IR? Confira o que pode ter acontecido

Os contribuintes que não tiverem a restituição liberada poderão estar inseridos na malha fina da Receita Federal, sendo fundamental conferir qualquer inconsistência nos dados.

CNH gratuita pode virar realidade em 2022? Veja o que se sabe até então

Ainda não há previsão de aprovação do Projeto de Lei que desobriga os cidadãos a cursarem as aulas teóricas e práticas nas autoescolas, mas a negociação será individual.

Novo golpe está sendo aplicado em aposentados; saiba se proteger

O golpe é aplicado por meio da prova de vida, solicitando informações dos segurados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).