Quando devemos usar “lhe” numa frase? Veja as regras para não errar

Existem algumas regras básicas para usar esse pronome pessoal oblíquo do jeito correto dentro das frases.

O uso do pronome pessoal oblíquo “lhe” na Língua Portuguesa gera muitas dúvidas na hora de escrever e falar. No entanto, existem algumas regras básicas que podem ajudá-lo a nunca mais errar ao usar essa estrutura.

continua depois da publicidade

De modo geral, esse pronome auxilia no sentido das frases, especialmente em relação à pessoa referida na sentença. Portanto, pode reduzir cacofonias e ambiguidades no discurso, tornando-o mais direto. Entenda mais a seguir.

Quando é usado o “lhe” numa frase?

O “lhe” é um pronome pessoal oblíquo da língua portuguesa que serve principalmente para indicar a quem se destina uma ação ou a quem pertence algo. Ele desempenha o papel de objeto indireto na frase, complementando o sentido de verbos transitivos indiretos.

Leia também

Em termos práticos, “lhe” é utilizado para expressar a quem algo é dado, entregue, enviado, agradecido, entre outras ações que requerem um complemento indireto. As principais regras de uso são:

continua depois da publicidade

1. Objeto indireto

Aqui, o “lhe” é usado principalmente como objeto indireto, ou seja, para indicar a quem ou para quem é direcionada uma ação. Entenda mais com alguns exemplos:

  • Ele lhe entregou o livro – Ele entregou o livro para você;
  • Ela lhe agradeceu pela gentileza – Ela agradeceu a você pela gentileza;
  • Eu lhe pedi um favor especial – Eu pedi a você um favor especial;
  • Eles lhe enviaram um convite por e-mail – Eles enviaram a você um convite por e-mail;
  • O professor lhe deu uma dica valiosa – O professor deu a você uma dica valiosa.

2. Verbos transitivos indiretos

Aqui, o “lhe” é usado com verbos transitivos indiretos, que são verbos que requerem um objeto indireto para completar o sentido da ação. Alguns exemplos de verbos transitivos indiretos incluem “dar”, “entregar”, “enviar”, “agradecer”, entre outros.

continua depois da publicidade

Entenda mais com alguns exemplos:

  • O repórter lhe perguntou sobre sua opinião política – O repórter fez uma pergunta a você sobre sua opinião política;
  • Ela lhe disse que estava preocupada com você – Ela comunicou a você que estava preocupada com você;
  • O professor lhe explicou a matéria com detalhes – O professor explicou a você a matéria com detalhes;
  • O guia turístico lhe mostrou os pontos turísticos da cidade – O guia turístico apresentou a você os pontos turísticos da cidade;
  • O autor lhe escreveu uma carta de agradecimento – O autor escreveu a você uma carta de agradecimento.

3. Posição

A posição de “lhe” na frase pode variar dependendo do contexto, mas geralmente vem antes do verbo principal ou após o verbo auxiliar, mantendo uma relação direta com o verbo transitivo indireto utilizado na frase. Entenda com os exemplos:

  • Ele lhe entregou o presente – Ele entregou a você o presente;
  • Nós já lhe demos a notícia – Nós já demos a ele a notícia;
  • Eles lhe oferecerão um emprego – Eles vão lhe oferecer um emprego;
  • Estou lhe enviando um e-mail agora mesmo – Estou enviando a você um e-mail agora mesmo.

4. Conjugação dos verbos

Por definição, o verbo subsequente ao “lhe” deve ser conjugado de acordo com a pessoa gramatical a quem se refere. Entenda com alguns exemplos:

continua depois da publicidade
  • Eu lhe dei um presente – primeira pessoa do singular;
  • Você lhe deu um presente – segunda pessoa do singular;
  • Ele/Ela lhe deu um presente – terceira pessoa do singular;
  • Nós lhe demos um presente – primeira pessoa do plural;
  • Vocês lhe deram um presente – segunda pessoa do plural;
  • Eles/Elas lhe deram um presente – terceira pessoa do plural.
Leia também

Concursos em sua
cidade