9 benefícios que todo o trabalhador tem direito em 2022; veja a lista

É importante estar atento aos direitos do trabalhador contratado em regime de Consolidação das Leis do Trabalho.

Os trabalhadores brasileiros, contratados com carteira assinada e em regime de Consolidação das Leis do Trabalho, têm direitos e benefícios garantidos na Constituição Federal. Confira, a seguir, uma lista com 9 benefícios que todo o trabalhador tem direito em 2022.

É importante salientar que a CLT estabelece que todo trabalhador tem direito a receber pelo menos um salário mínimo, com direito a férias remuneradas e outas garantias.

Empresas privadas realizam a contratação dos seus profissionais por meio da CLT. E é justamente por conta disso que é importante o funcionário sempre ficar de olho se sua carteira foi assinada e se seus direitos estão sendo cumpridos.

9 benefícios que todo o trabalhador tem direito

1. Adicional noturno

Profissionais que trabalham entre às 22 horas até as 5 horas da manhã têm direito ao acréscimo no salário de 20% a mais sobre o valor normal da hora trabalhada, que corresponde ao adicional noturno.

Assim, caso o funcionário atue das 20 horas até 1 hora da manhã, ele terá direito ao adicional noturno de três horas (22h até 1h).

2. 13º salário

O décimo terceiro salário é uma das garantias do trabalhador contratado em regime de CLT. Assim, o 13º salário deve ser repassado pelas empresas, independentemente do tempo em que o profissional trabalhe. Ele é pago em duas parcelas, onde a primeira é até 30 de novembro e a segunda até 20 de dezembro.

Caso o funcionário trabalhe há mais de um ano na empresa, ele recebe o valor integral do seu salário (com o desconto do INSS). Caso tenha trabalhado em período inferior, receberá proporcionalmente. Além disso, em caso de demissão, ele também recebe o benefício proporcional ao tempo trabalhado.

3. Aposentadoria

Esse é um dos direitos primordiais do trabalhador, e existem três categorias de aposentadoria do INSS:

  1. Aposentadoria por tempo de contribuição (quando a quantidade de contribuições mensais do INSS permite o que o trabalhador se aposente);
  2. Aposentadoria por idade (quando o segurado atinge a idade mínima para se aposentar);
  3. Aposentadoria por invalidez (quando o trabalhador é acometido por alguma doença incapacitante que o impeça de exercer sua profissão, de maneira permanente).

4. Férias remuneradas

Após completar um ano de trabalho na empresa, o trabalhador tem direito a 30 dias de férias remuneradas. O valor é equivalente ao salário bruto do colaborador acrescido de um terço desse valor (com os devidos descontos habituais).

5. Auxílio-doença

Auxílio-doença, ou o novo “benefício por incapacidade temporária”, é destinado ao profissional que foi acometido por algum problema de saúde que o impossibilite de desempenhar suas atividades laborais.

Para ter acesso ao auxílio-doença, no entanto, o funcionário precisa ter contribuído com o INSS nos últimos 12 meses e estar afastado do trabalho por 15 dias, no mínimo.

6. Abono salarial

abono salarial se trata de um benefício concedido para quem trabalhou com carteira assinada no ano-base de contagem (por ao menos 30 dias) e recebia até dois salários mínimos por mês.

Para ter acesso ao benefício, o trabalhador precisa estar cadastrado no PIS (empresas privadas) ou Pasep (órgãos públicos) há pelo menos cinco anos.

7. Licença-maternidade e paternidade

É um benefício concedido ao colaboradores que têm filhos. As mulheres têm direito à licença-maternidade de quatro meses (120 dias), a partir da data de nascimento da criança. Já para os homens, o período de licença-paternidade é de cinco dias após o nascimento da criança.

8. Seguro-desemprego

O seguro-desemprego é uma garantia que o trabalhador demitido sem justa causa tem direito. O benefício é pago em três, quatro ou cinco parcelas mensais.

Tudo dependerá, no entanto, do tempo de empresa que o funcionário tinha e quantas vezes ele já requereu o seguro-desemprego. O valor que irá receber equivale à média dos três últimos salários do trabalhador.

9. FGTS

O Fundo de Garantia por Tempo de Serviço é um dos direitos do trabalhador e o valor corresponde a 8% do salário bruto do colaborador, que deve ser depositado todos os meses pelo empregador em uma conta na Caixa Econômica Federal em nome do funcionário.

Para realizar o saque do FGTS, no entanto, é preciso atender situações específicas previstas em lei.

Leia também


você pode gostar também

Concurso INSS: veja 5 dicas infalíveis para aplicar durante os estudos

As dicas infalíveis para aplicar durante os estudos do concurso INSS permitem que o concurseiro tenha mais organização nas etapas de aprendizagem e revisão do conteúdo.

Veja 5 coisas que você não pode colocar no seu currículo em 2022

Está procurando emprego? Saiba o que não colocar no currículo em 2022 e aumente as chances de ser convocado para uma entrevista.

5 profissões que pagam bem aos que desejam ter jornada de 20 horas semanais

Se você sempre sonhou em ter um alto salário mas sem trabalhar demais, conheça cinco profissões que pagam bem e trabalham pouco.

Profissões de Humanas: veja os 5 cargos mais bem pagos do Brasil

Sonha em começar uma carreira que paga um alto salário? Conheça cinco profissões de Humanas que podem transformar isso em realidade.

Este cargo de TI pode obter salário de R$ 17 MIL no país; veja qual é

Está pensando em se tornar um profissional da área da tecnologia? Confira o cargo de TI que pode ter salário de R$ 17 mil por mês.

7 profissões mais bem pagas para quem quer trabalhar no exterior

Sonha em uma carreira profissional fora do Brasil? Conheça sete profissões para quem quer trabalhar no exterior e que pagam altos salários.