5 truques infalíveis para aplicar nos estudos de leis para concurso

Procura uma forma eficiente de estudar leis para concurso? Fique por dentro de cinco dicas infalíveis a respeito desse assunto.

O universo dos certames é desafiador. Alta concorrência, muito conteúdo para estudar, poucas vagas e a pressão da família pela aprovação, podem deixar o concurseiro com os nervos à flor da pele. Se você procura uma maneira eficiente de estudar leis para concurso, veio ao lugar certo.

Leia também

Continue a leitura e conheça cinco dicas incríveis sobre como fazer isso e aumente as suas chances de aprovação. Afinal, dependendo da área escolhida, a legislação cai em peso nas provas. Por isso, é bom estar sempre preparado, não é?

Veja as 5 dicas essenciais para estudar leis para concursos

1) Primeiramente, organize-se

Quando o assunto é estudar leis para concurso, a organização do candidato é fundamental. Não estamos nos referindo somente ao seu local de estudos, que deve estar sempre organizado, mas também em relação aos seus objetivos, que precisam estar bem definidos em mente.

Por isso, o concurseiro deve escolher o certame que esteja mais alinhado com os seus interesses. Depois, é preciso se atentar para as disciplinas que envolvem legislação e que podem ser cobradas no edital. Uma boa dica é se basear em editais anteriores.

É necessário identificar as leis que precisará aprender para passar nas provas. Seguindo esses passos e elaborando um cronograma de estudos realista, o seu aprendizado poderá ser mais efetivo. Estudar leis para concurso sem o mínimo de organização, não rola. O risco de ficar perdido é alto.

2) Adote uma metodologia de estudos

Quando o assunto é estudos de leis para concurso, o candidato precisa adotar uma metodologia de estudos que seja compatível com o seu estilo de aprendizagem. Isso é fundamental para uma maior produtividade no dia a dia.

Alguns métodos têm foco na leitura e escrita, já outros apelam para a audição. Ainda existem aqueles que instigam o aprendizado através da prática. Depois de escolher o método que mais se identificou, mantenha o foco exclusivamente nele.

O que não vale é estudar leis para concurso usando um método diferente a cada dia. A sua mente vai ficar uma bagunça e você vai perder um tempo precioso. Ter inconstância na hora de aprender não é o mais recomendado.

3) Fique ligado nas atualizações das leis

Na hora de estudar leis para concurso, é fundamental o candidato estar de olho nas atualizações da legislação, já que as leis podem ser modificadas de um dia para o outro. Ademais, muitas mudanças nem sequer são divulgadas nos veículos de comunicação.

Mas aquele concurseiro que fica ligado em tudo e sabe que aconteceram recentes alterações nas leis nas quais ele precisa aprender, pode deixar a sua aprovação mais perto do que nunca. Estar sempre antenado pode fazer uma baita diferença na hora da prova.

Dessa forma, concurseiro, busque maneiras de manter um acompanhamento de perto das principais atualizações nas leis brasileiras, sempre focando nas áreas que tenham uma maior relevância para o certame que vai fazer, combinado?

4) Faça resumos na hora de estudar leis para concurso

Quando falamos em estudos de leis para concurso, o candidato não deve abrir mão do bom e velho resumo escrito à mão. Por mais que seja trabalhoso e, por vezes, chato, fazer anotações pode aumentar a capacidade da sua mente de reter as informações.

Mas lembre-se de que o seu resumo deve ser elaborado com suas próprias palavras e bem organizado, para que a revisão do conteúdo seja feita com mais agilidade. Fazer anotações muito longas podem consumir mais tempo do que o necessário e até confundir o concurseiro.

Na verdade, você precisa colocar em prática uma habilidade essencial que todo candidato deve ter, que é de sintetizar informações. Ou seja, conseguir extrair somente os trechos mais importantes de um conteúdo denso.

5) Estude pelas provas de concursos anteriores

Estudar leis para concurso também exige que o concurseiro estude por meio das provas de certames anteriores. Isso é essencial para uma preparação eficiente. A maioria das bancas organizadoras mantêm uma certa constância nos assuntos sobre legislação que são abordados.

Além disso, esse material é uma valiosa fonte de consulta que deve ser explorada, ao máximo. Por exemplo, estudar pelas provas dos três últimos concursos (que tenham relação com sua área escolhida), pode ser útil para assimilar as leis ainda mais.

Mas vale salientar que as provas de certames passados devem ser adotadas como um estudo complementar e não como a principal fonte de aprendizagem do concurseiro. Lembre-se de que, quando o assunto é legislação, podem acontecer mudanças em um curto intervalo de tempo.

Leia também


você pode gostar também

7 grandes filmes da Netflix que podem transformar a sua vida

Anda meio sem motivação para prosseguir com os estudos para as provas do concurso? Conheça sete filmes da Netflix que podem te inspirar.

Tem inglês fluente? Veja 5 profissões ideais para você e que pagam bem

Se você domina bem a língua inglesa, conheça cinco profissões que exigem inglês fluente e que pagam bem.

Dias contados: estes 11 carros vão SAIR de linha a partir de 2023

Os carros que vão sair de linha a partir de 2023 incluem modelos populares e de grande adesão dos brasileiros, como é o caso do Volkswagen Gol e do Fiat Uno.

Garçonete recebe gorjeta de R$ 15,5 mil e chora de tristeza depois. Saiba o motivo

Esta gorjeta acabou indo parar nas barras dos tribunais e envolve a garçonete, o cliente e o restaurante. Confira a matéria completa!

Concurso INSS: qual a nota mínima para ser aprovado nas provas?

As regras e normas do concurso INSS estão previstas no edital, onde os candidatos podem acessar as informações sobre qual a nota mínima para ser aprovado nas provas objetivas.

Pensão alimentícia: definição, principais regras e novas mudanças

Está estudando para um disputado certame da área jurídica? Conheça as particularidades da pensão alimentícia, que faz parte do conteúdo programático de vários editais.