5 sinais de que você está estudando da maneira errada e não sabia

Conheça os cinco sinais que indicam que você está estudando errado e evite se deparar com um resultado ruim nas provas do concurso.

Você já tentou vários certames diferentes e não conseguiu ser aprovado em nenhum deles, mesmo tenho estudado 10 horas por dia? Pode ser que a sua forma de estudar não esteja sendo a mais adequada. Continue a leitura desse post e conheça os cinco sinais que indicam que você está estudando errado e não sabia. Pode acreditar, pequenas mudanças podem fazer toda a diferença.

Entenda se você está estudando da maneira errada

1) A sua produtividade está abaixo do esperado

Esse é um clássico sinal de que o concurseiro está estudando errado. Quando o objetivo é ser aprovado em um disputado certame, qualidade vale muito mais do que quantidade. Se você notar que, mesmo estudando 12 horas por dia, não estiver conseguindo absorver muita coisa, certamente o seu método de estudo precisa ser revisto.

Não adianta estudar exaustivamente todas essas horas se a sua produtividade não for satisfatória. Nesse caso, menos é mais. O candidato que conseguir aprender (e memorizar) todo o conteúdo, necessário no menor tempo possível, está estudando da forma adequada.

Se esse não é o seu caso, pode ser que você esteja extrapolando os seus limites (físicos e mentais) ou não está conseguindo manter o foco naquilo que interessa. A baixa produtividade é um indicativo que o concurseiro está estudando da maneira errada.

2) Não investe em material de qualidade

Outro dos sinais de que você está estudando errado é quando não faz questão de investir em um material de estudo de qualidade por achar que domina bem uma determinada disciplina. Sempre existe algo que possa ser aprendido, por isso, jamais despreze um assunto por achar que é o sabe-tudo.

Estudar usando livros e apostilas de referência pode ser um fator decisivo na sua aprovação, já que esse tipo de material vai ampliar ou aperfeiçoar os seus conhecimentos. O que não vale é estudar usando qualquer material ou fontes não confiáveis. Tome cuidado com isso, concurseiro.

Sendo assim, não abra mão de um material de estudo de qualidade. Dê preferência para aqueles que fazem parte da bibliografia indicada no edital do concurso, já que costumam ser bem mais completos. Afinal de contas, nenhum candidato tem o selo de garantia de aprovação, mesmo que acredite saber tudo.

3) Dificuldade de memorização do conteúdo

Outro indicativo de que você está estudando errado é quando não consegue memorizar, de maneira efetiva, o conteúdo que precisa ser aprendido. O concurseiro deve tomar como base a máxima de Aristóteles, que diz que a “virtude está no equilíbrio”, para alcançar a tão sonhada aprovação.

Ou seja, de nada adianta você estudar 10 ou mais horas por dia e não reservar, pelo menos, um ou dois dias de descanso durante a semana. Lembre-se de que a sua mente precisa de um tempo para relaxar e absorver as informações que foram recém-aprendidas.

Por isso, se você estiver encontrando dificuldades para gravar os assuntos, é melhor tirar um tempinho para relaxar (o corpo e a mente). Lembre-se de que o excesso pode ser extremamente prejudicial e fazer o seu desempenho nas provas ser pífio.

4) Estudar somente aquilo que gosta

Se você é daqueles concurseiros que estudam somente as matérias que tem mais afinidade, certamente não vai passar nas provas do certame. Estudar um assunto no qual o candidato tenha uma maior conexão emocional pode ser bem mais prazeroso (sem dúvidas), além de turbinar o aprendizado.

Mas o grande desafio é que você vai se deparar com assuntos nos quais não tenha tanta afinidade e que também precisam estar na ponta da língua. Sabe aquela matéria que você considera chata? Você precisa encará-la de frente e sem medo.

5) Usar vários métodos de estudo ao mesmo tempo

O concurseiro que, na hora de estudar, fica atirando para todos os lados usando métodos de estudos diferentes ao mesmo tempo, certamente não será bem-sucedido nas provas. Esse é outro sinal de que você está estudando errado.

Levando-se em consideração de que cada ser humano é único, é preciso escolher o método de estudo que traz uma melhor performance para você. Não acredite naquela técnica milagrosa que promete trazer o conhecimento necessário em apenas três dias, pois isso não existe.

Em suma, para aumentar suas chances de aprovação no concurso, é preciso se valer de uma técnica na qual você se identifica mais e que potencialize o seu aprendizado. Esqueça comparações, pois o que funciona para um não funciona para outro, fechado?

Leia também


você pode gostar também

Concurso INSS: veja 5 dicas infalíveis para aplicar durante os estudos

As dicas infalíveis para aplicar durante os estudos do concurso INSS permitem que o concurseiro tenha mais organização nas etapas de aprendizagem e revisão do conteúdo.

Veja 5 coisas que você não pode colocar no seu currículo em 2022

Está procurando emprego? Saiba o que não colocar no currículo em 2022 e aumente as chances de ser convocado para uma entrevista.

5 profissões que pagam bem aos que desejam ter jornada de 20 horas semanais

Se você sempre sonhou em ter um alto salário mas sem trabalhar demais, conheça cinco profissões que pagam bem e trabalham pouco.

Profissões de Humanas: veja os 5 cargos mais bem pagos do Brasil

Sonha em começar uma carreira que paga um alto salário? Conheça cinco profissões de Humanas que podem transformar isso em realidade.

Este cargo de TI pode obter salário de R$ 17 MIL no país; veja qual é

Está pensando em se tornar um profissional da área da tecnologia? Confira o cargo de TI que pode ter salário de R$ 17 mil por mês.

7 profissões mais bem pagas para quem quer trabalhar no exterior

Sonha em uma carreira profissional fora do Brasil? Conheça sete profissões para quem quer trabalhar no exterior e que pagam altos salários.