5 dicas valiosas para você não esquecer o que estudou

Conheça cinco dicas sobre como não esquecer o conteúdo que estudou para as provas do concurso e deixe a sua aprovação mais perto.

Você sabia que o ser humano esquece, em média, 70% daquilo que acabou de aprender, dentro do período de 24 horas, caso não seja feito nada para reter ou assimilar as informações novas? É verdade. Para que esse não seja o seu caso, preparamos cinco dicas valiosas sobre como não esquecer o que estudou. Somente dessa forma é que será possível passar nas provas do concurso. Confere aí.

Veja o que fazer para não esquecer o que estudou

1) Revisão periódica

Muitos concurseiros simplesmente ignoram essa etapa por acreditarem que já aprenderam o suficiente. Fazer uma revisão daquilo que acabou de aprender, dentro das 24 horas seguintes, é fundamental para não esquecer o que estudou.

Para conseguir memorizar o conteúdo necessário, é preciso rever tudo novamente, passando um “pente fino” nas principais informações.

Lembre-se de que fazer uma boa revisão também evita a temida “curva do esquecimento”. Dar uma boa pincelada nos pontos mais importantes do conteúdo estudado, seguramente vai fazer você memorizar com mais facilidade. Lembre-se de que quanto mais eficiente for a revisão, melhor. Acredite, isso não é perda de tempo.

2) Procure entender em vez de decorar

Essa clássica dica sobre como não esquecer o conteúdo que estudou é até bastante conhecida por muitos concurseiros. Você não vai conseguir memorizar nada se ficar na base da “decoreba”. Esqueça isso.

Lembre-se: quem decora acaba se esquecendo rapidinho, já que as informações não se fixaram na mente como deveriam. Sabe aquele branco que dá hora das provas? Esse é resultado de quando se decora algo.

É claro que em determinadas situações como fórmulas matemáticas, siglas e leis, por exemplo, é preciso decorá-las, já que não existe outra forma. Mas quando se trata de qualquer outro tipo de conteúdo, decorar não é o mais recomendado.

Na hora em que estiver estudando, se envolva com o assunto a ponto de ter um entendimento efetivo sobre o tema em questão. Só evite decorar, ao máximo.

3) Faça pausas frequentes

Essa dica sobre como não esquecer o que estudou talvez seja a mais importante de todas. Você sabia que depois de cerca de duas horas ininterruptas de estudos, o cérebro literalmente desliga e interrompe a sua capacidade de processar novas informações?

E isso deixa a sua compreensão muito mais lenta. Por isso, fazer pausas frequentes é necessário para turbinar o seu aprendizado.

Pode até não parecer, mas o concurseiro consegue ser muito mais produtivo se fizer uma pausa de 15-20 minutos a cada duas horas de estudo.

Seja para tomar uma xícara de café, escutar uma música, dar aquela espreguiçada gostosa, fazer um pequeno lanche ou qualquer outra atividade que não tenha relação com o que esteja fazendo. Faça pausas para oxigenar o cérebro e saia no lucro.

4) Anotações à mão

Você não leu errado, concurseiro. Essa dica sobre como não esquecer o conteúdo que estudou também é de grande valia. Quando anotamos à mão as principais informações que precisam ser memorizadas, a nossa mente consegue retê-las com mais facilidade. Por isso, deixe a preguiça de lado e conte com o bom e velho caderno de anotações.

É chato? É. Dá trabalho? Dá. Mas se você não quer esquecer o que estudou, precisa fazer anotações à mão. Tudo é questão de prática. Pouco tempo depois você acaba se acostumando e incorpora essa prática à sua rotina de estudos. Faça o teste e tire as suas conclusões.

5) Ensine para alguém

A nossa última dica sobre como não esquecer o que estudou pode até parecer estranha. Afinal, se você está aprendendo, como vai ensinar para alguém, certo? Mas essa é uma excelente forma de fixar o conteúdo em sua mente. Assim que acabar de estudar, explique (com suas próprias palavras) para uma outra pessoa tudo aquilo que aprendeu.

No final de cada explicação, pergunte-a como foi o seu entendimento sobre o assunto e faça alguns ajustes, se necessário. Pintou aquela baita dúvida no meio do caminho? Procure saná-la e jamais ignore.

Repita o processo quantas vezes forem necessárias, sempre procurando aprimorar cada vez mais a sua explicação. O mais interessante dessa técnica é que você ensina e aprende ao mesmo tempo.

Agora que você está por dentro das nossas dicas sobre como não esquecer o que estudou, não deixe de colocá-las em prática e aumente as chances de conquistar uma das vagas em um conceituado órgão público. Boa sorte no certame.

Leia também


você pode gostar também

Pagam bem: 5 profissões para quem não quer trabalhar com atendimento

Se você é uma pessoa introvertida e não gosta de lidar com público, conheça cinco profissões para quem não quer trabalhar com atendimento.

5 filmes da Netflix para se inspirar e ter motivação nos estudos

Se você anda meio sem inspiração para continuar estudando para as provas do concurso, conheça cinco filmes da Netflix que podem te motivar.

Concurso INSS: o que levar em conta na hora de estudar leis? Veja 5 dicas

Vai prestar o concurso INSS e precisa ser aprovado? Conheça cinco dicas incríveis sobre como estudar leis.

Conheça 7 tipos de aprendizagem e suas vantagens durante os estudos

Está começando a estudar para um concurso público? Conheça os sete tipos de aprendizagem e as vantagens de cada um deles.

Validade de concursos: como esse prazo afeta os concurseiros?

Entenda como funciona a validade de concursos públicos e saiba como esse prazo afeta a vida de todo concurseiro aprovado.

Estas 5 profissões antigas voltaram à moda no país e ganharam relevância

Conheça cinco profissões antigas que voltaram a ganhar espaço e relevância no mercado de trabalho brasileiro.