5 coisas comuns que podem deixar você menos inteligente

Diversos fatores influenciam o desenvolvimento cognitivo, ou seja, assim como existem práticas que aumentam a inteligência, existem maus hábitos que fazem o oposto.

Os hábitos que praticamos todos os dias têm um impacto maior em nossas vidas do que suspeitamos. Além disso, o surgimento de novas tecnologias, que todos incorporamos em nossas vidas, está contribuindo para que nossos cérebros se tornem mais lentos, preguiçosos e menos capazes de pensar fora da caixa por vários motivos.

Vários estudos já mostraram que o uso (ou abuso) de novas tecnologias altera nossas conexões neurais, e nem sempre para melhor. A saúde do cérebro é importante, por exemplo, para a prevenção de futuras doenças cognitivas, como o Alzheimer, entre outras.

Diante disso, veja a seguir 5 coisas que podem arruinar o desenvolvimento do cérebro e deixar você menos inteligente:

1. Ter uma alimentação ruim

Ter uma dieta rica em gorduras saturadas e açúcares não só leva ao ganho de peso, problemas cardíacos e outros problemas. Também é letal para o seu cérebro. Além disso, esse tipo de dieta pouco saudável afeta nossa capacidade cognitiva, pode reduzir nosso tempo de reação e até prejudicar a memória.

Ainda, as dietas ricas em gordura prejudicam a flexibilidade cognitiva, retardam os tempos de reação, prejudicam o humor e causam sentimentos de depressão.

2. Multitarefas

A velocidade do dia a dia nos leva a fazer muitas coisas ao mesmo tempo, porque acreditamos que podemos fazer. Mas, na realidade, o cérebro só pode fazer uma coisa de cada vez. A ilusão ocorre porque você pode mudar tão rapidamente de uma tarefa para outra que parece que está fazendo tudo ao mesmo tempo.

Mas cada uma dessas mudanças rápidas de uma tarefa para outra tem um custo cognitivo. Ao realizar várias tarefas ao mesmo tempo, você não se aprofunda em nada e tudo se torna superficial. Não são gerados pensamentos profundos e, com o tempo, isso acaba baixando seu QI.

Além disso, a multitarefa também aumenta o hormônio do estresse cortisol e adrenalina, de modo que seu cérebro fica superestimulado, levando ao que é chamado de nevoeiro cerebral, um estado que reduz sua capacidade de concentração.

3. Estresse

Estar estressado não afeta apenas seu humor: também pode deixar você menos inteligente. Isso ocorre porque altos níveis de estresse não estão apenas associados a uma pior função cerebral, mas podem até estar ligados a um risco aumentado de doença de Alzheimer.

É que quando estamos sob os efeitos do estresse, substâncias são liberadas em nosso corpo que afetam negativamente a saúde física e cerebral.

4. Sobrecarga de informações

O grande volume de e-mails, atualizações e notificações de redes sociais que recebemos pode ser esmagador. Se não for gerenciado adequadamente, o fluxo constante de conteúdo pode causar estresse e levar à sobrecarga de informações.

O pior é que muitas das informações às quais somos expostos são muitas vezes irrelevantes ou desnecessárias, e causam o que se chama de infoxicação: um estado em que você tem tanta informação sobre um determinado assunto que pode levar você a ficar paralisado.

O bom é que a mesma ferramenta que pode ser fonte de infoxicação (geralmente o celular), também pode ser fonte de sua cura: configure seu telefone ou use ferramentas que permitam filtrar as informações.

Reflita sobre que tipo de conteúdo você consome e para quê e livre-se daqueles que são desnecessários ou irrelevantes. Seu cérebro vai agradecer e voltar a ser mais eficiente.

5. Dormir mal

Nosso corpo tem um relógio biológico muito preciso; ele sabe que a noite é hora de dormir e o dia de estar acordado. Além disso, para dormir bem e com saúde, é preciso respeitar os ciclos do sono, e dormir entre 7 e 8 horas.

Com efeito, a interrupção contínua de nossos ritmos circadianos reduz pela metade a taxa de renovação dos neurônios no hipocampo (a área do cérebro que processa a memória) e os efeitos podem ser sentidos até um mês após a última interrupção. O sono irregular também influencia nossa capacidade de aprender.

Por isso, o sono constantemente interrompido, mudanças bruscas de horário ou maus hábitos de sono são coisas que afetam a memória e o nascimento de novos neurônios; reduzindo assim nossa inteligência.

Leia também

você pode gostar também

Tire estes aparelhos da tomada para Economizar Energia

Economizar energia elétrica pode ser mais simples do que se pensa; veja quais eletrônicos devem ficar fora da tomada.

Por que os palitos de pirulito têm um pequeno furinho na ponta?

Sempre fez questão de aprimorar os seus conhecimentos e tem a curiosidade aguçada, concurseiro? Então, descubra para que serve o furinho na ponta dos palitos de pirulito.

Entenda de onde surgiu o “sentido horário” dos relógios

Você já se perguntou por que o relógio gira em sentido horário? Este é um padrão que vem de relógios de sol antigos. Leia e entenda a seguir.

Afinal, qual é a verdadeira diferença entre poema e poesia? Entenda aqui

Apesar de parecerem idênticos, o poema e a poesia possuem algumas diferenças vitais, e que são de conhecimento essencial no mundo literário.

Grampeador tem função “secreta” que muitas pessoas ainda não conhecem

Embora todos nós usemos um grampeador de vez em quando, você provavelmente não conhece este tipo de uso secreto para ele.

15 nomes antigos que voltaram a ser populares no Brasil

Alguns dos nomes retrôs são muito populares hoje em dia no Brasil, sejam femininos ou masculinos. Confira alguns deles abaixo.