3 dicas para ficar mais inteligente quando o assunto é matemática

Está com dificuldades para aprender matemática? Conheça três dicas para ficar mais inteligente quando o assunto é a área de exatas.

Um dos principais desafios para milhares de concurseiros durante a fase de preparação para as provas é aprender matemática de forma eficiente. A área de exatas tira o sono de muita gente, já que exige raciocínio lógico e habilidade com números.

Por isso, vamos te dar três dicas para ficar mais inteligente quando o assunto é matemática. Fique conosco até o final de leitura e aumente suas chances de aprovação no certame.

1) Faça pilhas de exercícios

A primeira dica para aprender matemática de forma eficiente não poderia deixar de ser essa. Todo concurseiro precisa ter mente que estudar qualquer disciplina da área de exatas é um processo ativo. Em outras palavras, não adianta você estudar somente os conceitos e pronto. Tem que colocar a mão na massa.

É preciso ir além e praticar bastante através dos exercícios. São eles é que vão fazer o seu cérebro conseguir aprender com a máxima performance. Quanto mais treino, melhor.

Não adianta procrastinar, concurseiro: para ficar mais inteligente e aprender matemática de vez, o jeito é separar listas de exercícios que tenham relação com os assuntos cobrados pelo edital (depois da leitura dos conceitos) e mandar bala. Uma dica interessante é começar pelos exercícios considerados mais fáceis e aumentar o nível de dificuldade aos poucos.

Dessa forma, o seu cérebro estará bem treinado para resolver todos os tipos de questões. Mas lembre-se: é aplicando o conhecimento que foi recém aprendido que é possível saber como foi a absorção da sua mente. Sendo assim, dedique um tempo para resolver os exercícios dos simulados e até de concursos anteriores, combinado?

2) Entenda o conceito e aplique

Um dos erros de muitos concurseiros é usar a “decoreba” para aprender matemática na hora de estudar. Na área de exatas, isso não funciona. Forçar a mente para decorar fórmulas pode acabar gerando uma certa confusão na hora de aplicá-las, além de exigir um grande esforço sem necessidade.

Por isso, o caminho mais inteligente não é decorando ou memorizando a todo custo, mas sim entendendo o conceito e aplicando-o. Dessa forma, a sua mente consegue sintetizar melhor e esse processo (aplicação) se torna algo natural dentro dela. E isso se traduz em um aprendizado mais efetivo.

Lembre-se de que você não é uma máquina programável para fazer isso ou aquilo. Por isso, deve procurar entender a origem de todos os elementos que formam cada um dos conceitos matemáticos. Essa tática faz com que uma determinada fórmula faça todo sentido e potencializa as chances de você aplicá-la corretamente e acertar em cheio a questão.

Dessa forma, jamais pense que memorizar é a solução. Se você entender os conceitos matemáticos estudados e aplicá-los através das fórmulas, vai conseguir aprender essa disciplina com muito mais eficiência. E o melhor: sem se esquecer depois.

3) O erro faz parte do processo de aprendizagem

Quando o desafio é ficar mais inteligente para aprender matemática para concurso, o candidato precisa ter maturidade suficiente para entender que o erro faz parte do processo de aprendizagem e que é preciso acostumar com isso.

Se você é daqueles que evitam matérias de exatas só porque não gosta de errar, não vai aprender efetivamente. Não existe fórmula mágica (e nem milagres) para aprender matemática sem errar de vez em quando. Os grandes físicos e matemáticos da história desenvolveram suas fórmulas depois de vários erros e exaustivas tentativas de acerto.

Depois de muito tempo errando, eles finalmente acertaram em cheio. É assim que funciona. Além disso, o erro pode servir de aprendizado para o concurseiro. Ou seja, depois de errar, ele pode analisar o que o levou a cometer o engano e não errar novamente.

Afinal, aprender com os erros é importantíssimo para o seu desenvolvimento intelectual. Não é nenhuma vergonha errar, já que isso é sinal de que está aprendendo.

Errou? Tente de outra forma. Errou de novo? Reveja o conceito. Errou mais uma vez? Não desista até acertar. A grande questão é praticar a arte do desapego sem sentido, ou seja, errar, entender, tentar outra vez e finalmente acertar. Não importa quantas vezes você tenha errado, mas sim se conseguiu acertar e não desistiu antes disso.

Agora é colocar em prática as nossas dicas para ficar mais inteligente para aprender matemática e deixar a sua aprovação no certame mais próxima do que você imagina.

Leia também


você pode gostar também

Concurso INSS: veja 5 dicas infalíveis para aplicar durante os estudos

As dicas infalíveis para aplicar durante os estudos do concurso INSS permitem que o concurseiro tenha mais organização nas etapas de aprendizagem e revisão do conteúdo.

Veja 5 coisas que você não pode colocar no seu currículo em 2022

Está procurando emprego? Saiba o que não colocar no currículo em 2022 e aumente as chances de ser convocado para uma entrevista.

5 profissões que pagam bem aos que desejam ter jornada de 20 horas semanais

Se você sempre sonhou em ter um alto salário mas sem trabalhar demais, conheça cinco profissões que pagam bem e trabalham pouco.

Profissões de Humanas: veja os 5 cargos mais bem pagos do Brasil

Sonha em começar uma carreira que paga um alto salário? Conheça cinco profissões de Humanas que podem transformar isso em realidade.

Este cargo de TI pode obter salário de R$ 17 MIL no país; veja qual é

Está pensando em se tornar um profissional da área da tecnologia? Confira o cargo de TI que pode ter salário de R$ 17 mil por mês.

7 profissões mais bem pagas para quem quer trabalhar no exterior

Sonha em uma carreira profissional fora do Brasil? Conheça sete profissões para quem quer trabalhar no exterior e que pagam altos salários.