15 palavras que você pode estar escrevendo errado e não percebeu

Existem várias palavras que você pode estar escrevendo errado e não percebeu por vários motivos; afinal, o costume e a pronúncia podem fazer muita confusão nestes casos.

O domínio da língua portuguesa pode não ser uma das tarefas mais simples para muitas pessoas. Afinal, existem diversas palavras no português que sequer são simples de aprender; outras, por certos motivos, são pronunciadas de forma errada por boa parte dos falantes por puro costume. Neste sentido, existem palavras que você pode até mesmo estar escrevendo errado e não percebeu.

Mesmo que você não cometa este erro, certamente conhece alguém que o faz. Seja no trabalho, na faculdade ou nas redes sociais, alguns deslizes são tão comuns que muitos nem os percebem. Contudo, em situações mais formais, como no ambiente de trabalho, é recomendado evitar insistir na grafia ou na pronúncia errônea destes termos.

Para evitar este problema, confira abaixo uma lista de palavras que você pode estar escrevendo errado e deve começar a corrigir.

15 palavras que você pode estar escrevendo errado

1. Bicarbonato

O termo que indica o sal derivado do ácido carbônico se chama bicarbonato, e não bircabonato. Da próxima vez que for falar do bicarbonato de sódio, lembre-se de utilizar a versão correta.

2. Asterisco

Este é um dos erros mais comuns cometidos por muitos. A forma correta, asterisco, que representa o sinal gráfico em forma de estrela, é trocada por asterístico mais vezes do que se imagina.

3. Torácico

As palavras com “x” e pronúncia de “cê” sempre são confundidas aos montes. Este também é o caso de torácico, muitas vezes escrita como “toráxico”, o que não é adequado, mesmo que pareça correto.

4. Meteorologia

O estudo dos fenômenos atmosféricos, que permite a previsão do tempo, se chama meteorologia, e não “metereologia”. Por conta da pronúncia cheia de vogais, fica fácil utilizar a versão incorreta.

5. Privilégio

Quando alguém ou algo tem uma vantagem ou direito acima de outro exemplo, é importante não confundir o termo com “previlégio”. A forma correta é privilégio.

6. Beneficente

Pessoas que costumam fazer caridade e ajudar os mais necessitados participam de campanhas beneficentes, e não “beneficientes”.

7. Reivindicar

Cuidado com este termo: apesar do erro ser comum, a palavra não é “reinvindicar”, como muitos imaginam por conta da pronúncia. O ato de exigir algo e assumi-lo é chamado de reivindicar.

8. Cérebro

Este é um deslize muito observado entre crianças, mas muitos adultos ainda carregam este vício. O cérebro, e não “célebro”, é o principal órgão do sistema nervoso central.

9. Poliomielite

A doença infecciosa que pode causar paralisia e enfraquecimento dos músculos é denominada poliomielite, com um “i”, e não “poliomelite”. Alguns sintomas comuns desta condição são febre, vômitos e cansaço.

10. Empecilho

Muitas pessoas têm obstáculos ou impedimentos na vida, também chamados de empecilhos; sim, empecilhos, e não “impecilhos”. Assim como muitos outros termos, a pronúncia torna fácil cometer este tipo de erro na grafia da palavra.

11. Entreter

Para distrair as crianças e deixá-las absortas em alguma atividade, é preciso entretê-las, mas jamais “enterter”. O termo “entertido” também é uma figurinha carimbada na lista de palavras escritas de forma indevida.

12. Digladiar

Este já pode ser um termo consideravelmente mais difícil de adivinhar quando se fala de encontrar a versão adequada de escrita. O ato de combater corpo a corpo com espada ou uma provável discussão envolve digladiar, mas não “degladiar”, como muitos pensam.

13. Ratificar

Muitas pessoas utilizam a palavra “retificar” quando desejam confirmar ou comprovar algo. Contudo, desta vez, o termo não é apenas uma versão incorreta da forma adequada, que é ratificar; afinal, retificar pode ter outros sentidos, dependendo do contexto. As duas palavras são parônimas: com grafia parecida, mas significados diferentes.

14. Rubrica

Ao pronunciar esta palavra, é normal colocar a sílaba tônica em seu começo, fazendo com que se torne “rúbrica”. O correto, porém, é inseri-la no meio da palavra, com som mais forte em “bri”. Assim, tem-se a “rubrica”.

15. Cabeleireira

Você certamente já imaginou que a versão correta fosse mesmo “cabeleleira” vez ou outra. Ao pronunciar este termo, muitas pessoas costumam emendar as sílabas e comer os “is”, fazendo com que “cabeleireira” fique bem diferente. Novamente, este é um dos deslizes mais comuns que alguém pode cometer.

Leia também

você pode gostar também

7 sinais de que você deveria mudar de profissão

Está insatisfeito com o seu atual emprego? Então conheça os sete sinais de que você deveria mudar de profissão e cogite uma transição de carreira.

Para que servem aquelas bolas laranjas nos fios de transmissão?

Fios de alta tensão geralmente possuem itens de segurança bastante chamativos para evitar acidentes que possam danificar os fios e causar maiores problemas.

Convocação, nomeação e posse: saiba qual é a diferença

A diferença entre a etapa de convocação, nomeação e posse em um concurso público pode criar dúvidas nos candidatos, principalmente sobre a burocracia e procedimentos ao longo desses níveis.

O que 2023 reserva para os concursos? Veja 7 editais previstos

Os concursos públicos previstos para serem realizados no Brasil em 2023 podem ofertar vagas para profissionais de níveis médio, técnico e superior.

7 verdades sobre concursos públicos que vão te motivar

Está querendo começar uma carreira pública em 2023? Então, conheça sete verdades sobre concursos públicos que podem deixar a sua motivação nas alturas.

Como usar o marketing pessoal para ter bons relacionamentos no trabalho?

Entenda melhor o conceito de marketing pessoal e veja como aplicar esse conhecimento à sua vivência profissional.