15 nomes antigos que voltaram a ser populares no Brasil

Alguns dos nomes retrôs são muito populares hoje em dia no Brasil, sejam femininos ou masculinos. Confira alguns deles abaixo.

A escolha do nome do bebê é um momento excepcional, que pode ser feita anteriormente ou até mesmo nos primeiros dias após o nascimento. Dessa forma, o recém-nascido poderá ser registrado e, assim, ingressará de forma legal na sociedade.

Nesse sentido, os nomes antigos ou “retrôs” estão voltando com força total. Os de seus avôs ou avós (e até os de seus bisavôs e bisavós), que nos soam tão familiares, voltam como fonte de inspiração para muitos pais que, após várias dores de cabeça em ter que pensar em um nome para seu bebê, optam por voltar às suas raízes.

Alguns deles são muito populares hoje em dia no Brasil, tanto para homens quanto para mulheres. Confira abaixo.

Nomes antigos que voltaram à moda

  1. Amábile;
  2. Amália;
  3. Abigail;
  4. Berenice;
  5. Cecília;
  6. Celina;
  7. Coralina;
  8. Domitila;
  9. Álvaro;
  10. Benício;
  11. Bento;
  12. Manoel;
  13. Rui;
  14. Saulo;
  15. Valentim.

Como escolher o nome do bebê?

Geralmente, o nome é uma escolha dos pais e/ou responsáveis. Em suma, é o termo que antecede o sobrenome da criança. Antigamente, os pais escolhiam um nome relacionado, mais ou menos diretamente, com um antepassado, de forma a dar continuidade à história da família e transmitindo-a de geração em geração. Atualmente, a maioria dos pais não segue esse costume e prefere acompanhar a moda ou afirmar sua originalidade.

Desse modo, o nome pode revelar as origens religiosas e/ou culturais que tornam necessário, por exemplo, dar ao primogênito o nome de um profeta ou de um dos quatro evangelistas. Mas também pode acontecer de, em uma família, todas as meninas serem chamadas de “Maria” no primeiro nome, enquanto outras escolhem nomes populares, inspirados em personagens de séries de televisão, desenhos animados ou novelas.

Aparentemente, nos últimos anos, a influência das novelas despencou e os nomes antigos estão voltando. Parece haver uma tendência para nomes curtos, com uma ou duas sílabas, tanto para meninas quanto para meninos. Por outro lado, nomes compostos estão um tanto fora de moda.

Por fim, com relação ao sobrenome, seu uso surgiu, praticamente em todos os países ocidentais, a partir do século XII. Desde então, um dos aspectos que continuamos é a transmissão dos sobrenomes da mãe e do pai.

5 dicas para escolher um nome original

1. Uma escolha conjunta

Selecionar o nome do seu filho pode ser uma decisão solo ou compartilhada com a pessoa que está do seu lado. Se este for o caso, considere um nome que seja do seu desejo e do outro responsável pelo bebê.

Além disso, quando terceiros intervêm, você sempre encontrará opiniões contrárias, algo que não o ajudará em seu propósito.

2. Evite nomes constrangedores

Pense na vida do seu filho no futuro, pois o nome é algo que em geral nos acompanha por toda a vida. Então, procure focar em nomes considerados comuns, fáceis de pronunciar e escrever.

Se quiser usar a sua imaginação ou se inspirar em uma personalidade, reflita bem sobre o impacto que a escolha poderá fazer na vida da criança. Uma boa dica é dividir a questão com pessoas em quem você confia e que vão fazer parte do dia a dia da criança.

3. Analise bem se vai optar por um nome composto

Normalmente, quando são dois, o primeiro é sempre o mais utilizado. Acostumar-se a chamar o bebê pelo segundo fará com que amanhã ele tenha que esclarecer seu nome completo na escola e em todos os lugares por onde passar. Mesmo assim, a vantagem de ter dois nomes é que futuramente seu bebê poderá escolher o que mais gosta.

4. Ouça os irmãos

Se você já tem outros filhos, é bom que eles participem da escolha do nome do seu bebê. Essa atitude fará com que eles se sintam parte do momento e mais próximos do irmãozinho ou irmãzinha que está chegando, ajudando inclusive a neutralizar os possíveis ciúmes latentes que são tão comuns nesse período de gravidez.

5. Pense na combinação de opções para gêmeos

Se você está grávida de vários bebês, o melhor é escolher alternativas bem diferentes que, se possível, não tenham as mesmas iniciais.

Com certeza, isso vai te ajudar a rotular os objetos com a letra de cada um, e que eles possam reconhecê-la facilmente, principalmente quando são pequenos, como em materiais escolares e roupas, durante viagens, etc.

Leia também

você pode gostar também

Conheça 9 profissões que não precisam de diploma

Não pôde concluir os estudos e vai começar a procurar emprego? Conheça nove profissões que não precisam de diploma e que costumam ter uma grande demanda.

Saiba como aumentar sua produtividade em 7 passos

Procura uma forma de aumentar a produtividade nos estudos para as provas do concurso? Fique por dentro de sete dicas incríveis e turbine as suas chances de aprovação.

Síndrome de Burnout: qual é a causa? Descubra como evitar

A Síndrome de Burnout é um distúrbio emocional relacionado com o excesso de trabalho, sendo considerada uma doença ocupacional por especialistas da área de saúde.

9 profissões com bons salários que não exigem nível médio

Sempre sonhou em ganhar bem, mas não quis levar os estudos adiante? Conheça nove profissões com bons salários que não exigem nível médio.

9 informações que não precisam ser citadas em seu currículo

Vai começar a procurar emprego e quer aumentar as chances de ser convocado para um processo seletivo? Então, conheça nove informações que não precisam ser citadas no currículo.

5 profissões que pagam bem e têm vagas sobrando

As profissões que pagam bem e têm vagas sobrando saem das carreiras tradicionais por acompanharem as inovações no mercado de trabalho. Porém, existem requisitos para ocupar os cargos dessa lista.